Igreja investe em tecnologia para surdos sentirem o louvor através de vibrações

A Igreja Batista Woodhaven investiu cerca de US$ 1 milhão para reformar seu prédio a fim de melhorar as experiências dos deficientes auditivos, que são cerca de 60% de seus 175 membros.

fonte: Guiame, com informações de Houston Chronicle

Atualizado: Segunda-feira, 16 Novembro de 2015 as 2:15

Membros durante canção em Língua de Sinais Americana na Igreja Batista Woodhaven. (Foto: Michael Ciaglo/ Houston Chronicle)
Membros durante canção em Língua de Sinais Americana na Igreja Batista Woodhaven. (Foto: Michael Ciaglo/ Houston Chronicle)

Uma igreja em Houston, a cidade mais populosa do estado do Texas, decidiu investir em tecnologia para promover aos membros surdos uma parte da sensação auditiva.

A Igreja Batista Woodhaven investiu cerca de US$ 1 milhão para reformar seu prédio a fim de melhorar as experiências dos deficientes auditivos, que são cerca de 60% de seus 175 membros.

Segundo o líder da igreja, Rev. Arthur Craig, a chave para a melhoria está em um sistema de som que gera vibrações através de um piso "flutuante" especialmente projetado. Com o posicionamento estratégico dos alto-falantes de potência grave, os adoradores surdos serão capazes de sentir a vibração das apresentações musicais através das solas dos sapatos. 

"Agora, eles não serão apenas capazes de ver as palavras em língua de sinais americana, mas serão capazes de senti-las", disse Craig.


Membro durante canção em Língua de Sinais na Igreja Batista Woodhaven. (Foto: Michael Ciaglo/ Houston Chronicle) 

Para enriquecer a experiência, o pastor conta que a igreja investiu em um sistema de luzes LED que varia as cores e sua intensidade de acordo com a necessidade ou humor.

"Um sistema de iluminação para os surdos é como um sistema de som para a audiência", disse ele. "Se o sistema de iluminação é fraco, é difícil para eles seguirem o sermão." 

Para o visitante ocasional, os cultos da Woodhaven se diferem um pouco dos encontrados em outras igrejas. Enquanto Craig prega em linguagem de sinais, um intérprete traduz o sermão na língua falada para os 35% de membros que conseguem ouvir. A adoração musical também é dirigida aos grupos de auditivos e não-auditivos.

Durante décadas, o programa de surdos foi liderado por Lillian Beard, uma mulher que aprendeu a Língua de Sinais Americana ao ser adotada por um casal de surdos, quando era órfã. Beard morreu em 2010, aos 101 anos.

veja também