Iraque: Cristãos compartilham o que têm vivido em meio à perseguição

"Deus nos quer aqui, vamos ficar. Mas muitas famílias que conhecemos dizem que não veem futuro aqui para seus filhos", diz um deles

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Segunda-feira, 17 Novembro de 2014 as 3:12

IraqueA situação no Iraque não é fácil e os cristãos iraquianos se esforçam para permanecer firmes.

Após deixar suas casas, diversas famílias vivem como refugiadas e contam com auxílio para sobreviver e sustentar a família.

No centro de Erbil, os andares superiores de um shopping center se tornou o lar de aproximadamente 350 famílias.

Alguns cristãos comentam a atual situação que enfrentam e até se dividem nas opiniões.

Rajih*, homem que se diz o responsável pelos abrigados no shopping, diz: "Há apenas uma solução rápida: tirar-nos daqui."

Jala*, uma jovem cristã que fugiu com os pais de Qaraqosh no início de agosto, concorda: "Isso é o que quase todos nós queremos. Vivemos primeiro em tendas, depois em um edifício inacabado. Nós gostaríamos de mudar para um apartamento alugado em uma vila não muito longe de Erbil, mas é muito caro e estamos todos sem trabalho."

Ja Nasir*, pai de dois filhos, não acredita que a solução seja deixar o país: "Deus nos quer aqui, vamos ficar. Mas muitas famílias que conhecemos dizem que não veem futuro aqui para seus filhos”

No dia que sua filha nasceu, Alima* fugiu com a família para Erbil. "Eu estava muito cansada. Nós estávamos em uma condição ruim, claro. Eu nem sequer tive tempo de vestir o meu bebê; pegamos as roupinhas da minha filha na mão e fomos vestindo-a enquanto andávamos.

Youssef*, marido de Alima*, fala da documentação da filha: "Para obtermos uma identidade para ela, nós temos que ir a Bagdá, mas não podemos viajar agora por causa da situação no país."

Nos últimos meses, a situação no Iraque se agravou e continua se agravando. Os cristãos são pressionados e acabam fugindo, fora os que são realmente forçados a sair.


com informações da Portas Abertas

 

veja também