Iraque: ONU classifica perseguição aos cristãos como crime contra a humanidade

Papa Francisco também falou sobre a perseguição no Iraque: "Eu asseguro a essas famílias e a essas pessoas a minha proximidade e oração constante"

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Domingo, 20 Julho de 2014 as 11:37

IraqueNeste domingo (20), Ban Ki-moon, secretário-geral da ONU, afirmou que a perseguição aos cristãos em Mossul pelos jhadistas pode ser considerada crime contra a humanidade.

O porta-voz da secretaria-geral disse, através de comunicado, que o secretário condenou com firmeza a perseguição de minorias feitas pelo Estado Islâmico ou grupos vinculados a ele, principalmente em se tratando dos cristãos da cidade de Mossul.

Ban "reafirma que os ataques sistemáticos contra civis em razão de sua origem étnica ou de suas crenças religiosas podem constituir um crime contra a humanidade pelo qual os autores devem prestar contas", acrescenta o comunicado.

Neste dominngo o Papa Francisco também falou sobre a perseguição aos cristãos no Iraque. "Nossos irmãos são perseguidos, são mandados embora, eles devem deixar suas casas sem poder levar nada", lamentou.

"Eu asseguro a essas famílias e a essas pessoas a minha proximidade e oração constante. Exorto-vos a perseverar em suas orações as situações de tensão e conflito que persistem em diferentes partes do mundo, especialmente no Oriente Médio e na Ucrânia. violência não se vence com mais violência, a violência se vence com a paz", declarou Francisco.


com informações da AFP / Yahoo

 

veja também