“Jesus está no Alcorão, mas muçulmanos não sabem quem realmente ele é”, dizem missionários

Oito em cada dez muçulmanos nunca conheceram um verdadeiro cristão, apontou o site Mission Network News, e apenas uma pequena parcela de muçulmanos no Oriente Médio estão familiarizados com o cristianismo.

fonte: Guiame, com informações de Christian Today

Atualizado: Segunda-feira, 27 Junho de 2016 as 4:53

Oito em cada dez muçulmanos nunca conheceram um verdadeiro cristão, apontou o site Mission Network News. (Foto: Divulgação)
Oito em cada dez muçulmanos nunca conheceram um verdadeiro cristão, apontou o site Mission Network News. (Foto: Divulgação)

Jesus Cristo não é uma figura completamente desconhecida aos muçulmanos. Isa (nome árabe de Jesus), considerado um profeta do islamismo, é citado em 15 capítulos e 93 versos do Alcorão.

Os muçulmanos não acreditam que Jesus tenha morrido na cruz, mas sim, que Deus o levou ao céu para que ele seja uma testemunha contra os judeus. Para a tradição islâmica, o homem que morreu no seu lugar foi Judas ou Simão de Cirene.

Enquanto essa crença vem perdurando há milhares de anos, a organização missionária “Frontiers USA” (“Fronteiras”, em tradução) está reunindo esforços para levar o real amor de Jesus Cristo aos muçulmanos e ajudar outros cristãos a fazerem o mesmo.

"Jesus falou mais de 90 vezes no Alcorão, mas esse não é o quadro completo de quem Ele é. Eles [muçulmanos] só precisam conhecer os reais seguidores de Jesus, que podem explicar quem é Ele e apresentá-los à Bíblia. Queremos apresentar Jesus aos muçulmanos, para que eles possam experimentar a alegria que temos Nele", disse Perry LaHaie, da Frontiers USA, ao site Mission Network News.

Embora o islamismo seja a segunda maior religião depois do cristianismo, e os muçulmanos sejam o grupo religioso que mais cresce no mundo, Perry observa que poucos tiveram a oportunidade de conversar com um cristão.

Oito em cada dez muçulmanos nunca conheceram um verdadeiro cristão, apontou o site  Mission Network News. Apenas uma pequena parcela de muçulmanos no Oriente Médio estão familiarizados com o cristianismo, de acordo com a CBN News.

De acordo com Perry, é importante desenvolver amizades com a comunidade muçulmana para construir uma confiança que vá permitir que os cristãos compartilhem o Evangelho.

Através da Frontiers, as igrejas enviaram mais de 2 mil missionários e plantaram igrejas em comunidades muçulmanas do exterior. "Nós vamos porque Jesus nos transformou. Nós fomos atraídos pela graça de Deus, e queremos compartilhar essa graça".

veja também