Jihadistas do Estado Islâmico entram em campo de refugiados na Síria

Refugiados já viviam em situações precárias na região

fonte: Guiame, com informações de publico.pt

Atualizado: Quinta-feira, 2 Abril de 2015 as 1:11

Yarmouk, na Síria
Yarmouk, na Síria

Nesta quarta-feira (2), jihadistas do Estado Islâmico invadiram um campo de refugiados palestinianos de Yarmouk, próximo a Damasco, capital da Síria.

No campo, estão 18 mil refugiados palestinianos e a informação da invasão foi confirmada por ativistas dos direitos humanos sírios, que disseram que os combatentes controlam largas áreas da região.

Testemunhas ouvidas pelas agências noticiosas internacionais explicaram que os jihadistas do Estado Islâmico entraram a partir de um subúrbio de Damasco, Hajar Aswad, junto ao campo de refugiados instalado numa zona urbana.

Essa é a primeira invasão do EI à capital síria, local importante das forças leais ao presidente Bashar al-Assad.

O campo já estava em situações precárias com falta de água, comida e medicamentos. A Agência das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) considerou que as condições de vida em Yarmouk são "inaceitáveis" e que os refugiados enfrentam "dificuldades extremas".

A Missão em Apoio à Igreja Sofredora tem trabalhado em prol dos refugiados sírios que vieram ao Brasil em busca de ajuda.

Além desses, outras centenas de famílias abandonaram suas casas e vivem na dependência de ajuda em diversos locais no mundo. Ore por esses pessoas, inclusive pelos cristãos, que vivem nessas condições.


.

veja também