Jovem é espancada pelos próprios parentes após se converter ao Evangelho, na Ásia

A violência foi tão grande que a jovem precisou ser internada na UTI de um hospital de sua região. A família da moça continua fazendo ameaças, caso ela não volte para a fé islâmica.

fonte: Guiame, com informações da Missão Portas Abertas

Atualizado: Quarta-feira, 15 Março de 2017 as 2:34

Cristãos participam de culto na Ásia Central. (Foto: Wordpress)
Cristãos participam de culto na Ásia Central. (Foto: Wordpress)

Uma jovem cristã surda que vive na Ásia Central foi brutalmente espancada por seus próprios parentes, após estes descobrirem que ela havia entregue sua vida a Cristo.

Saida* (nome fictício, adotado por questões de segurança) foi vítima da intolerância de sua própria família muçulmana, que reagiu com violência ao saber de sua conversão ao cristianismo.

Quando os vizinhos viram a jovem sendo atacada, chamaram a polícia local, mas os oficiais se recusaram a proteger a moça, alegando que a aquela situação se tratava de um "conflito familiar".

Ao ver que não seriam punidos por aquele ato violento, os parentes de Saida continuaram a espancá-la, para tentar fazer com que ela negasse sua fé em Jesus Cristo. A violência foi tão grave que a jovem acabou sendo internada na UTI de um hospital da região.

Após saberem do fato, os membros da igreja da jovem afirmaram que estão apenas esperando a jovem se recuperar e receber alta do hospital para a levarem a um local seguro, longe de sua família.

Os parentes da moça afirmaram que irão perseguí-la e até podem fazer uso da violência novamente, se ela não voltar para a fé islâmica.

A igreja na Ásia Central, região onde milhares de cristãos estão enfrentando a violência por causa do nome de Cristo, é muito carente de literatura cristã e de Bíblias. O projeto da Portas Abertas Bíblia, palavra que dá conhecimento tem ajudado a igreja a amadurecer na fé. Envolva-se com nossos cristãos perseguidos, conheça esse trabalho e participe.

veja também