Líbano diz ter capturado mulher do líder do Estado Islâmico: 'Prisioneira de elevado valor'

A captura de Saja al-Dulaimi será uma forma de pressionar o líder jihadista.

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Quarta-feira, 3 Dezembro de 2014 as 9:31

Estado Islâmico _ AbuUma das mulheres de Abu Bakr al-Baghdadi, líder do Estado Islâmico, foi capturada na fronteira com a Síria, no final de novembro, pelo exértico libanês.

As informações são de fontes da segurança do Líbano, que também informaram que a captura de Saja al-Dulaimi será uma forma de pressionar o líder jihadista.

Sabe-se que ela não estava sozinha, mas algumas informações ainda são contraditórias, primeiro foi dito que ela estava com o filho de nove anos e depois disseram que era com uma filha do casal que ela viajava.

O jornal libanês As-Safir, o primeiro a noticiar a captura, escreveu que a operação foi feita em coordenação com “serviços secretos estrangeiros” e que a filiação da criança tinha sido confirmada por testes de DNA.

Dulaimi é a segunda das três mulheres de Baghdadi e é descrita como 'prisioneira de elevado valor' pela segurança libanesa.

Um responsável libanês ouvido pela agência britânica adianta que Beirute poderá usar também Dulaimi e a filha para pressionar Baghdadi e conseguir com isso a libertação de 27 soldados capturados em Agosto durante combates junto à fronteira com a Síria.


com informações do publico.pt

 

veja também