Pastor descreve perseguição a igrejas e cristãos em Cuba: "É diabólico"

Apesar da recente retomada do diálogo entre Cuba e Estados Unidos, o reverendo Alain Toledano disse que pastores e suas famílias que vivem nas igrejas foram expulsos, como parte da ordem emitida no final de novembro de Planejamento e Habitação Funcionários do país socialista.

fonte: Guiame, com informações do Christian Post

Atualizado: Quinta-feira, 3 Dezembro de 2015 as 11:47

Autoridades cubanas teriam ordenado a demolição de todas as igrejas num bairro da cidade de Santiago, em Cuba, durante uma ação que alguns cristãos estão chamando de "caça às bruxas" - comparando os procedimentos ao extremismo adotado pelo Tribunal da Santa Inquisição, na Era Medieval.

"Há uma caça às bruxas contra igrejas em Cuba, neste momento, principalmente contra as igrejas do ministério apostólico e profético. Os comunistas intensificaram seu ódio e perseguição contra as igreja depois da visita do Papa a Cuba e o restabelecimento de relações com os Estados Unidos", disse o reverendo Alain Toledano, que lidera uma das igrejas do bairro de Abel Santa Maria, de acordo com um relatório da 'Christian Solidarity Worldwide', divulgado na última terça-feira (1).

"Eu peço constante intercessão em nome das igrejas em Cuba. No nosso caso, esta seria a segunda vez que os comunistas racistas tentaram nos expulsar da nossa casa, nos jogar na rua e demolir o nosso templo, agora mesmo o seu ódio diabólico e fúria são dirigidos a outras congregações também", acrescentou.

Toledano disse que outros pastores e suas famílias que vivem nas igrejas foram expulsos, como parte da ordem emitida no final de novembro de Planejamento e Habitação Funcionários.

O pastor disse que as denominações Batista e Assembléia de Deus em Santiago, junto com igrejas Assembléias de Deus da província de Las Tunas, estão entre os templos que são alvo da perseguição.

Funcionários do governo estão afirmando que as igrejas não são legalmente registradas, apesar dos pastores assegurarem que eles têm os documentos para comprovar a situação legal dos imóveis.

A CSW acrescentou que recebeu uma série de relatórios de ambas denominações - registadas e não registadas - afirmando que as autoridades têm-se movimentado para confiscar as propriedades a seu próprio critério, ou sendo informadas de que podem ficar se pagarem ao governo taxas abusivas.

"Continuamos a pedir ao governo cubano para pôr termo à perseguição e perseguição de grupos religiosos em toda Cuba. As invasões e tentativas de manipular as organizações religiosas, ligados aos esforços para confiscar propriedades da igreja, devem terminar", disse o CSW Chief Executive Mervyn Thomas.

Igrejas Batistas do Sul (EUA) registraram um grande crescimento do cristianismo em Cuba no início deste ano, com a 'International Mission Board', da Sociedade Bíblica e o envio de de 83.723 Bíblias em língua espanhola para o país em março.

Ainda assim, o líder estratégico da IMB para Cuba, Kurt Urbanek, disse na época que as autoridades cubanas exigem uma grande negociação para permitir o envio em massa dessas Bíblias.

"O crescimento é incrível, por isso Bíblias são tão importantes", Urbanek disse sobre o aumento do número de crentes no país.

Em fevereiro, Cuba anunciou a construção de sua primeira Igreja Católica Romana desde 1959, na sequência de um "aquecimento das relações" com os EUA e o Vaticano.

A construção de novas igrejas tinha sido severamente limitada em Cuba, após a Revolução Cubana de 1959 e a ascensão de Fidel Castro ao poder, que também viu um grande número de padres católicos presos ou exilados.

veja também