Maior ataque à Igreja na Índia completa seis anos

Estima-se mais de 400 igrejas queimadas, 100 mortos e 54 mil pessoas deslocadas na perseguição religiosa

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Quinta-feira, 28 Agosto de 2014 as 11:25

Índia _ 25 de agosto25 de agosto não é uma data de alegria aos indianos, principalmente os cristãos.

Em 2008, essa data entrou para a história da igreja na Índia. O pastor Mario Freitas, fundador da Missão em Apoio à Igreja Sofredora (MAIS), relembra a tragédia:

"Na região de Kandhamal, estado de Orissa, houve um dia de perseguição religiosa sem precedentes. Estima-se mais de 400 igrejas queimadas, 100 mortos e 54 mil pessoas deslocadas. Ore hoje ainda, antes de dormir, pelos cristãos da Índia! #PelaIgrejaSofredora", publicou Freitas nas redes sociais.

A Índia aparece no número 28 na lista da Classificação da Perseguição Religiosa

Os cristãos formam 2,3% da população (cerca de 24 milhões de fiéis); mais da metade deles é católica. Os protestantes também formam um grupo grande e se dividem em anglicanos, ortodoxos, batistas, presbiterianos e luteranos.

No país, oito estados têm leis anticonversão, que impedem a conversão de hindus ao cristianismo.

Ore pela Igreja Sofredora na Índia!


guiame.com.br

veja também