MAIS busca aproximação com Igreja italiana para trabalho com refugiados

"Ore conosco por portas abertas no processo de oficialização desta grande tarefa", pede a organização

fonte: Guiame, com informações da MAIS

Atualizado: Terça-feira, 13 Outubro de 2015 as 2:26

Itália
Itália

Até o final do mês de julho, mais de 67 mil refugiados ou migrantes foram recebidos e acolhidos na Itália em razão da crise migratória no mundo.

Ao chegar no país, esses refugiados enfrentam diversas dificuldades como necessidade de assistência médica urgente, alimentação e abrigo.

Pensando nisso, a Missão em Apoio à Igreja Sofredora (MAIS) iniciou, há poucos meses, um trabalho de atuação na Itália para atender a essas pessoas.

"Nossos missionários na Itália têm testemunhado a dura realidade pela qual passam não apenas os refugiados, mas também os nativos", disse a organização, frisando que eles encontram falta de estrutura para acolher as famílias que chegam.

A MAIS informa que tem feito levantamento no local e buscado parcerias para implantar uma base definitiva no primeiro semestre de 2016.

"Desde já, contudo, temos trabalhado uma aproximação com a igreja italiana, a fim de que esta reconheça seu papel e responsabilidade enquanto igreja de Cristo no acolhimento ao estrangeiro. Ore conosco por portas abertas no processo de oficialização desta grande tarefa e por recursos para sua viabilização", acrescenta.

 

veja também