Mais de 4 mil Bíblias são distribuídas a soldados sérvios, para evitar crimes de guerra

Planos estão sendo feitos para distribuir Bíblias para cada soldado no exército sérvio. O Coronel Sasha Milutinovic, chefe da seção de religião, é um defensor do projeto e afirmou que o Exército e soldados sérvios cometeram crimes de guerra por terem "esquecido" a cosmovisão cristã.

fonte: Guiame, com informações do Christian Post

Atualizado: Domingo, 15 Novembro de 2015 as 8:46

Uma mulher chora ao lado de um caminhão que transportava 136 caixões de recém-identificadas vítimas do massacre de Srebrenica, em 1.995 (Foto: Reuters)
Uma mulher chora ao lado de um caminhão que transportava 136 caixões de recém-identificadas vítimas do massacre de Srebrenica, em 1.995 (Foto: Reuters)

Soldados sérvios estão recebendo gratuitamente Bíblias como parte de um esforço para promover a transformação moral nas linhas de frente e impedir futuros crimes de guerra.

A base do jornal 'London Telegraph' relata que 4.000 cópias do Novo Testamento já foram enviados para os soldados com financiamento proveniente do braço britânico da Sociedade Bíblica.

Político britânico notável e abolicionista, William Wilberforce (1759-1833) é um dos fundadores da Sociedade que promove a distribuição das Escrituras, mas não uma denominação específica. Mais financiamentos para o envio de Bíblias aos soldados na Sérvia virão de membros da Igreja em todo o Reino Unido

Planos estão sendo feitos para distribuir Bíblias para cada soldado no exército sérvio. O Coronel Sasha Milutinovic, chefe da seção de religião, é um defensor do projeto e afirmou que o Exército e soldados sérvios cometeram crimes de guerra por terem "esquecido" a cosmovisão cristã.

"Eu espero que nós nunca vejamos um crime de guerra, cometido pelo exército sérvio novamente", disse ele. "Esse será o resultado desta iniciativa - que vai melhorar o nosso sentido de como tratar e respeitar o inimigo".

"Eu espero que não só melhore a nossa moral, mas também nos traga, no século 21, de volta a este momento em que realmente as pessoas acreditavam na vida eterna", continuou Milutinovic.

"Minha opinião é que isto se trata do amor de Deus. Eu quero trazer as pessoas de volta a esses valores eternos".

Na década de 1990, durante o conflito iugoslavo, o exército e a liderança sérvia foram responsáveis ​​por crimes hediondos, incluindo genocídio étnico contra os bósnios, croatas e albaneses. Estupros em massa e tortura foram comumente relatados durante o conflito.

Os líderes políticos e militares foram julgados no Tribunal Internacional de Justiça em Haia, Holanda, com alguns ensaios ainda a serem concluídos. O falecido ex-presidente sérvio Slobodan Milošević está entre os criminosos de guerra mais conhecidos, julgados por crimes de guerra no conflito iugoslavo.

Milutinovic diz que o militar sérvio está reformando sua ética e afirmou que o Novo Testamento supera o direito internacional.

"Cometemos alguns erros no passado e nos esquecemos do Novo Testamento. O Novo Testamento é melhor que a lei internacional: as leis humanitárias são baseadas neste livro", acrescentou.

"Os nossos códigos de conduta são do Novo Testamento e os usamos em nossos códigos de comportamento. Queremos voltar a este. Nós acreditamos nesta tradição. Ainda é difícil encontrar uma Bíblia em uma casa ortodoxa, mas esta situação está mudando".

Sérvios também enfrentaram perseguição após a dissolução da antiga nação da Iugoslávia. O jornal 'The Guardian' relatou em 2011 sobre a condenação de crimes de guerra pelos líderes militares contra civis croatas.

"As forças croatas cometeram atos de assassinato, tratamento cruel, atos desumanos, destruição, pilhagem, perseguição e deportação. Houve um ataque generalizado e sistemático contra esta população civil sérvia, criando um ambiente em que os presentes não tinham escolha, a não ser fugir", disseram juízes do Tribunal Internacional de Justiça em Haia.

Os sérvios, muitos deles cristãos, enfrentaram crimes de guerra e genocídio de muçulmanos bósnios. Muitos sérvios se queixaram de que a comunidade internacional tem prestado pouca atenção aos crimes de guerra cometidos contra os cristãos sérvios por forças muçulmanas. Adicionalmente, alguns afirmam que as falsas narrativas foram compiladas para encobrir violações muçulmanas dos direitos humanos e crimes contra sérvios do Ocidente para fins políticos.

Os católicos romanos e protestantes perdem a expressividade, em comparação com o número de cristãos ortodoxos na Sérvia. A grande maioria dos cidadãos do país europeu oriental identifica-se como membros da Igreja Ortodoxa Sérvia.

Atualmente com bases em diversos países do mundo (inclusive no Brasil), a Sociedade Bíblica foi fundada na Grã-Bretanha no século 18, como um meio de fornecer a soldados e marinheiros, ou aqueles que eram pobres, cópias das Escrituras Sagradas.

veja também