Médico muçulmano se converte ao evangelho e implanta 50 igrejas na Índia

Sanjay viu sua vida mudar drasticamente, quando precisou se submeter ao tratamento de um câncer, na Índia. "Eu vi que só Jesus poderia salvar minha vida", disse ele, "ninguém mais poderia".

fonte: Guiame, com informações do Christian Today

Atualizado: Sexta-feira, 26 Fevereiro de 2016 as 12:40

Vivendo em um dos lugares de mais intensa perseguição religiosa do mundo, o médico Sanjay - um ex-muçulmano devoto - viu sua vida mudar drasticamente, quando ele foi curado de um câncer.

Apesar de ter sido criado como um muçulmano devoto, Sanjay entregou sua vida a Jesus e agora, mesmo com a intensa perseguição religiosa em seu país, ele compartilha a mensagem do evangelho com todos que encontra.

Desde que se converteu ao cristianismo, Sanjay evangelizou centenas de pessoas e já implantou 50 pequenas igrejas domésticas para os novos cristãos de origem muçulmana.

A jornada da fé cristã de Sanjay começou quando ele estava internado em um hospital, em Calcutá, na Índia, se submetendo a sessões de quimioterapia.

"Eu estava chorando muito e o único nome no qual eu não queria acreditar chegava até mim de novo e de novo: era o nome de Jesus", contou. "Eu estava tão fraco e tão doente. Então eu orei ao Senhor Jesus e questionei: 'Você vai me curar?".

Lentamente, Sanjay começou a se sentir melhor e sabia que algo diferente havia acontecido. Quando voltou ao hospital para fazer novos exames, descobriu que o câncer havia desaparecido. Ele havia sido curado.

"Eu vi que só Jesus poderia salvar minha vida", disse ele, "ninguém mais poderia".

Percebendo que havia sido Jesus, o responsável pela restauração de sua saúde, Sanjay entregou sua vida a Cristo e foi batizado.

Atualmente, o médico vive em Bengala Ocidental. O Estado localizado ao sul da Índia é um dos lugares menos evangelizadas do planeta. Quando ele descobriu que Jesus era real, Sanjay começou a pregar o evangelho em sua aldeia muçulmana, falando sobre Cristo ao maior número possível de pessoas, porém suas palavras não foram bem recebidas.

"Minha família me expulsou. Eles disseram: 'não temos mais nada a ver com você, agora que você tem Jesus. Você pode simplesmente ir embora". Além de sua família, outras pessoas de sua comunidade também começaram a conspirar contra ele. "Eles decidiram invadir o meu consultório médico, onde costumava atender meus pacientes", contou.

Sanjay tinha medo, e ele orou a Deus, pedindo por proteção. Deus agiu, levando a mãe de Sanjay a ter compaixão dele e permitindo que ele voltasse para casa.

Durante anos, Sanjay tem sido perseguido por muitos em sua comunidade, em razão do evangelismo que ele promove. Mas isso não é o suficiente para fazê-lo parar. Além de trabalhar como médico, Sanjay tem dedicado sua vida a servir como evangelista e plantador de igrejas, recebendo também o apoio ministerial da Missão Mundial BMS, do Reino Unido.

Ele encontrou uma maneira de perdoar aqueles que o perseguiram, como Deus o perdoou. E agora, miraculosamente, aqueles que uma vez o atacaram também estão recebendo cuidados médicos dele.

"Aqueles que me perseguiram durante muitos anos se cansaram. Eles disseram: 'quanto mais eu lhe digo para não falar, mais ele sai e continua pregando", contou Sanjay. "As pessoas que queriam me expulsar, agora trazem seus pacientes para mim e dizem: 'nós sentimos muito. Nos pedoe".

Tendo já conseguido implantar 50 igrejas domésticas para os novos convertidos de origem muçulmana, Sanjay não mostra sinais de desânimo em seu ministério - ele está disposto a avançar com este projeto.

"Sem Jesus não há vida", diz ele. "Eu estou ainda mais animado para contar aos outros sobre o que Jesus fez e tem feito. Todos os dias eu quero viver para o meu Senhor e continuar a fazer o que estou fazendo. Por favor, orem para que eu possa fazer mais nos próximos dias".

veja também