Mil crianças foram mortas por ataques aéreos na Síria, relata observatório sírio

O grupo de fiscalização ainda acrescenta que, no total, 4.879 civis foram mortos em bombardeios aéreos. A ONU repugnou os "níveis sem precedentes de destruição" que os sírios estão sofrendo.

fonte: Guiame, com informações de The Christian Post

Atualizado: Quinta-feira, 23 Julho de 2015 as 12:31

Homem segura bebê sobrevivente a bombardeio com barris explosivos em Aleppo. (Abdalrhman /Reuters)
Homem segura bebê sobrevivente a bombardeio com barris explosivos em Aleppo. (Abdalrhman /Reuters)

 

Mais de mil crianças foram mortas em ataques aéreos realizados pelo governo sírio na guerra civil em curso, segundo relatos do Observatório Sírio para os Direitos Humanos (SOHR, de acordo com a sigla em inglês).
 
O grupo de fiscalização ainda acrescenta que, no total, 4.879 civis foram mortos em bombardeios aéreos. A ONU repugnou os "níveis sem precedentes de destruição" que os sírios estão sofrendo.
 
Diante da guerra civil travada entre o governo do presidente Bashar al-Assad, as forças rebeldes e grupo terrorista Estado Islâmico, todos os lados foram acusados de causar vítimas civis em massa. Ainda assim, SOHR aponta que os ataques aéreos por parte do governo sobre as cidades tem sido especialmente mortais.
 
As forças de Assad, apoiadas por cerca de 3 mil militantes do Hezbollah, foram enviadas para recuperar a cidade controlada pelos rebeldes, próxima a fronteira do Líbano. As forças rebeldes, que incluem os grupos afiliados da Al-Qaeda, Jabhat al-Nusra e Ahrar al-Sham, dispararam foguetes e morteiros em várias aldeias.
 
"Em ambos os casos, os civis estão tragicamente no meio dos combates", disse Staffan de Mistura, enviado da ONU à Síria e ao Iraque. 
 
Os ataques aéreos também causaram danos nas propriedades públicas e privadas, forçando milhões de pessoas a se deslocarem por toda a Síria.
 
Em junho, SOHR informou que o número total de mortos da guerra civil desde março de 2011 ultrapassou a marca de 320.000, e mais de 1,5 milhões de pessoas foram feridas.

veja também