Missionários auxiliam adolescentes grávidas na Costa Rica: “Faz parte do evangelismo”

fonte: Guiame, com informações de Mission Network News

Atualizado: Terça-feira, 1 Março de 2016 as 3:23

Em torno de 500 bebês são gerados por mães com menos de 15 anos de idade. (Foto: Reprodução)
Em torno de 500 bebês são gerados por mães com menos de 15 anos de idade. (Foto: Reprodução)

As mães adolescentes representam cerca de 15% a 20% dos partos realizados na Costa Rica, de acordo com um levantamento feito no país em 2013 pelo Ministério da Saúde e o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA). Em torno de 500 bebês são gerados por mães com menos de 15 anos de idade.

Para a missionária Melissa Heiland, da organização “Beautiful Feet International” (“Lindos Pés Internacional”, em tradução livre), as meninas tem iniciado a vida sexual em uma idade muito precoce, sem entender que Deus tem um plano perfeito para o sexo dentro do casamento.

"Nós realmente tentamos educar meninas, mulheres e meninos também, em certa medida, em termos de abstinência e pureza no que se refere ao seu bem-estar físico, espiritual e emocional", afirma Heiland.

Heiland desenvolveu um abrangente programa educacional para os centros de gravidez. O projeto “Crescendo Juntos”, composto por 95 aulas individuais, foi desenvolvido para ser aplicado por conselheiros voluntários, que ajudam as pacientes durante a gravidez.

Jovens que se encontram em uma gravidez precoce, muitas vezes, vão a esses centros em busca de respostas. "Estamos lindando com uma questão imediata da mulher: a gravidez. Através de conversas e de ajuda, a gravidez se torna parte do evangelismo e do discipulado", diz Heiland.

"A maioria das nossas pacientes não confiam em Cristo como Salvador. Fazemos alguns discipulados com elas, e sempre as incentivamos. Em seguida, as envolvemos em uma igreja local”, relata Heiland, dizendo que a organização serve apenas como uma porta de entrada ao Reino de Deus.

veja também