Missionários irão enfrentar 160 km em bikes para distribuir Bíblias, no Amapá

O desafio faz parte do projeto “A Bíblia em Cada Casa”, que pretende distribuir as Escrituras em 50 milhões de lares brasileiros até 2050.

fonte: Guiame, com informações de G1

Atualizado: Segunda-feira, 4 Julho de 2016 as 3:30

Missionários vão usar bicicletas para distribuir bíblias em comunidade ribeirinhas do Amapá. (Foto: Ana Caroline Vilela/Pedalando por Bíblias)
Missionários vão usar bicicletas para distribuir bíblias em comunidade ribeirinhas do Amapá. (Foto: Ana Caroline Vilela/Pedalando por Bíblias)

Num percurso de mais ou menos 160 quilômetros sobre bicicletas, um grupo de missionários pretende distribuir cerca de 450 Bíblias para famílias que vivem em vilas ribeirinhas, no interior do Amapá.

A ação dos quatro missionários — Mariana Canto, Vinício Quaresma, Thiago Oliveira e Paloma Macarena — acontecerá entre os dias 27 e 29 de julho. Eles planejam sair da comunidade de Vila Maracá, em Mazagão, a 34 quilômetros de Macapá, e seguir até o município de Laranjal do Jari, a 295 quilômetros da capital.

"Esse vai ser o maior percurso, serão 160 quilômetros de Maracá a Laranjal. O máximo que a gente fez até agora foram 60 quilômetros pedalando e, com certeza, esse vai ser o nosso maior desafio até agora", disse ao G1 a missionária Mariana, de 22 anos.

O desafio faz parte do projeto “A Bíblia em Cada Casa”, que já atingiu quase 20 cidades e fez a entrega de mais de 100 mil Bíblias. O movimento, coordenado pela JOCUM (Jovens com uma Missão) e Sociedade Bíblica do Brasil (SBB), pretende distribuir as Escrituras em 50 milhões de lares brasileiros até 2050.

"A gente já teve oportunidade de conhecer diversas partes do Brasil e a carência de Bíblia atualmente é bem grande. Mesmo estando em 2016, a gente consegue ir em casas com pessoas que nunca tiveram acesso à Bíblia", relata Mariana.

Além de distribuir os livros cristãos, o grupo também quer ajudar as comunidades com limpeza e arrumação. "A gente crê que a Bíblia traz transformação. Não é só entregar a Bíblia, esse lance da transformação está ligado à ação. Além de fazer a entrega, a gente tenta melhorar a situação de vida daquela pessoa", explica a missionária.

O grupo pede doações em dinheiro para ajudar na compra de Bíblias e nos custos operacionais do projeto. Obtenha mais informações através do e-mail: [email protected]

veja também