Muçulmana vai a igreja para ridicularizar pastor e se converte: “Conheci o amor”

A jovem alimentava um ódio profundo por cristãos, mas foi surpreendida quando ouviu a mensagem do Evangelho.

fonte: Guiame, com informações de Christian Today

Atualizado: Quarta-feira, 29 Março de 2017 as 12:10

Imagem ilustrativa. Muçulmana foi surpreendida quando ouviu a mensagem do Evangelho. (Foto: iStock)
Imagem ilustrativa. Muçulmana foi surpreendida quando ouviu a mensagem do Evangelho. (Foto: iStock)

Cada vez mais muçulmanos estão tendo experiências profundas com Jesus Cristo através de sonhos, que resultam em inúmeros testemunhos de conversão nos países mais opressores do Oriente Médio.

O caso mais recente é de uma jovem muçulmana que foi criada por uma família conservadora na Turquia. Em meio a sua educação rigorosa e sua devoção islâmica, ela alimentava um ódio profundo por cristãos.

Certo domingo, ela decidiu visitar a igreja do pastor Matta com a intenção de ridicularizar o líder cristão, após assistir alguns de seus vídeos na internet. No entanto, algo aconteceu e seus planos maliciosos foram abandonados.

A mulher ouviu o Evangelho e as palavras do pastor tocaram seu coração. "Tudo o que eu ouvi me mostrava o amor que eu sempre procurei, e as palavras de fé e coragem acabaram com os meus medos", disse ela a organização Christian Aid Mission.

Mesmo tendo sido tocada pelo Evangelho, ela continuou hesitante em se unir a outros cristãos na igreja. Foi quando Jesus apareceu a ela em sonho.

"No meu sonho, Jesus me levou à igreja e me disse: 'O que você ainda está esperando? Siga o meu caminho'", ela contou mais tarde ao pastor Matta. "Eu vi todos vocês lá esperando por mim, sorrindo para mim”.

Dias depois, a jovem ousadamente compartilhou sua nova fé em sua página no Facebook. "Esta jovem ainda usa seu véu, mas não pára de espalhar o Evangelho às pessoas", disse o pastor.

Cristãos convertidos na Turquia enfrentam ainda mais perigo agora. Segundo a organização Portas Abertas, há três tendências notáveis no país neste momento: a presença do islamismo radical, o conflito étnico e a mudança do cenário político.

veja também