Muçulmanos Fulanis atacam aldeias cristãs e destroem casas e igrejas

Informação é de que eles também enviaram seu gado para destruir as terras agrícolas dos cristãos locais

fonte: Guiame, com informações da Portas Abertas

Atualizado: Terça-feira, 24 Fevereiro de 2015 as 8:57

Imagem da República Centro-Africana
Imagem da República Centro-Africana

No dia 16 de fevereiro, muçulmanos da etnia Fulani invadiram aldeias cristãs e sequestraram três moradores, incluindo um pastor.

Os ataques na província Nana Grébizi, no norte da República Centro-Africana, aterrorizaram as comunidades cristãs.

Mesmo sem muitas informações sobre os ataques, fontes locais contam que os Fulanis enviaram seu gado para arruinar as terras agrícolas dos cristãos, além de terem saqueado a população e ateado fogo nas casas, terras e igrejas.

Há também a informação, ainda não confirmada, de que 14 casas foram totalmente queimadas e alguns centros missionários foram vandalizados.

Dois dias depois, membros da tribo Fulani sequestraram chefe do bairro Bokada, seu filho (cujos nomes não foram identificados) e o pastor assistente da Igreja do Evangelho Quadrangular.

 

.

veja também