Na Coreia do Norte, a perseguição religiosa aos cristãos não dá trégua

O país ocupa há mais de 10 anos o topo da lista na Classificação da Perseguição Religiosa

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Segunda-feira, 22 Dezembro de 2014 as 10:29

Coreia do NorteHá 12 anos, no primeiro lugar na Classificação da Perseguição Religiosa no mundo está a Coreia do Norte.

A fidelidade a Cristo no país é vista como a maior ameaça ao governo, regime político e religião, fato que resulta em perseguição, tortura e morte dos cristãos.

Cerca de 60 mil cristãos estão detidos em campos de concentração e prisões na Coreia e outros cristãos, ainda em liberdade, vivem sob a possibilidade de enfrentar a mesma situação a qualquer momento.

O governo totalitarista e o budismo predominante no país, fazem piorar as condições dos cristãos no país, que vivem sob pressão social, política e, sobretudo, religiosa.

Os olhos de todo o mundo se voltaram para a Coreia em maio de 2014, quando o norte-americano Jeffrey Fowle esqueceu uma Bíblia em um hotel e foi preso.

Com o julgamento e a extradição do cidadão americano, a Coreia se comprometeu a suavizar a perseguição, mas segundo informações que vêm de bases de Portas Abertas Internacional, isso não aconteceu e não houve, sequer, uma trégua nas leis que regem o país. Ou seja, a perseguição dos cristãos norte-coreanos continua.

A Missão Portas Abertas pede que todo o mundo ore pela Coreia do Norte:

1.Para que Deus abrande o coração dos seus governantes e que eles conheçam o verdadeiro amor de Cristo.
2. Pelo fim dos campos de prisioneiros, em sua maioria cristãos
3. Clame a Deus para que conceda sabedoria à Comunidade Internacional em lidar com a Coreia do Norte e suas violações dos Direitos Humanos.
4. Suplique a Deus pelos cristãos perseguidos na Coreia, para que Deus continue firmando sua fé e que, mesmo em meio ao sofrimento, o relacionamento com Deus se fortifique.


com informações da Portas Abertas

 

veja também