Não existe argumento que possa defender o trabalho escravo

Do ponto de vista utilitarista, talvez faça sentido. Ou seja, em um jogo de xadrez, perdemos os peões para ganhar o jogo

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Quinta-feira, 30 Outubro de 2014 as 11:53

escravidãoTem gente que acredita que pobreza é algo natural, inerente à nossa sociedade. "Sempre houve, sempre haverá", dizem.

Assim como tem gente que acredita que é melhor trabalho escravo do que não ter trabalho.

Eu creio que não existe argumento que possa defender o trabalho escravo explorado por exemplo nas oficinas de costura.

"Pelo menos as pessoas estão empregadas. Melhor isso que nada.
Ah, mas esse é um primeiro degrau para tirar as pessoas da miséria." É isso o que ouço.

Do ponto de vista utilitarista, talvez faça sentido. Ou seja, em um jogo de xadrez, perdemos os peões para ganhar o jogo.

Olhando para a dimensão humana, não podemos aceitar que hajam "degraus"de inferno e purgatório para se chegar ao paraíso.

Quanto à pobreza, ela é fruto da injustiça humana, e deve ser combatida em todas as suas formas e causas.

Bom, isso é o que penso....


- Carlos Bezerra Jr.

 

veja também