"Não temos mais medo de morrer", afirma pastor do Sri Lanka

Família do pastor já foi atacada, mas agora permanece firme na fé

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Terça-feira, 26 Agosto de 2014 as 12:12

Sri LankaConsiderado por alguns pastores um dos lugares mais difíceis para a prática da fé cristã, Monaragala é um distrito ao sudoeste de Sri Lanka.

Lá é o lar de Katharagama Devalaya, um templo budista que atrai milhões de peregrinos de todo o mundo.

O pastor Naradha* sabia os riscos de começar uma igreja no local em que a maioria da população é budista, mas, mesmo assim, foi em frente.

"Certa vez, um homem atirou no meu marido, mas errou a mira. Ainda assim, ele pegou uma faca para agredir Naradha. Mas, durante a luta, ele cortou a si mesmo e sangrou muito. Nós o levamos para dentro de casa e cuidamos da ferida. Antes de sair, o homem confessou que um sacerdote budista havia contratado os seus serviços para matar o meu esposo", conta Arjuna.

Os três filhos do casal ficaram apavorados e pediram que eles deixassem o ministério. Foi nessa época que eles participaram do seminário da Portas Abertas Permanecendo Firme Através da Tempestade, um treinamento de preparação para a perseguição. A Aliança Evangélica Cristã Nacional do Sri Lanka (NCEASL, sigla em inglês) organizou o evento em Monaragala especialmente para os pastores e suas famílias.

"Estávamos passando por muitas lutas quando chegamos ao seminário. Mas damos graças ao Senhor por nos permitir participar desse programa da Portas Abertas. Sentimo-nos encorajados e fortalecidos. Vamos voltar com as amizades renovadas uns com os outros. Vamos voltar com força renovada para o ministério. Nossos filhos até nos encorajaram a continuar pregando o evangelho. Nós não temos mais medo de morrer, porque é para uma causa nobre", afirma Naradha.

*Nomes alterados por motivos de segurança.


com informações da Portas Abertas

 

 

veja também