Nepal é o país onde mais cresce o número de cristãos no mundo

Embora o número oficial de 375 mil cristãos ainda seja pequeno em comparação com a população total de 27,8 milhões, o crescimento tem sido exponencial.

fonte: Guiame, com informações de Christian Today

Atualizado: Sexta-feira, 5 Fevereiro de 2016 as 10:15

(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

O Nepal é um dos países que vivenciou o crescimento mais rápido de cristãos no mundo, de acordo com números da World Christian Database.

O país registrou o número zero de cristãos no censo de 1951. Dez anos mais tarde, esse número cresceu para 458. Em 2001, cerca de 102 mil cristãos já se formavam no Nepal e em 2011, o grupo triplicou para 375 mil.

De acordo com Bishwa Mani Pokharel, chefe de redação no jornal Nepal'sNagarik, é provável que o número de cristãos nepaleses seja ainda maior.

O crescimento extraordinário da igreja tem sido associado à turbulenta história do Nepal no século 20. Em 1950, o país era um reino hindu fechado aos estrangeiros. No entanto, após a guerra civil que eclodiu na década de 1990 e o fim da monarquia em 2008, o Estado passou de um reino fechado para uma república secular.

O proselitismo (busca por novos fiéis) continua sendo ilegal, mas isso raramente é aplicado. Os grupos cristãos entram em cena na prestação de assistência social, preenchendo uma lacuna do Estado. Nessas ações, muitos têm a oportunidade de pregar o Evangelho.

A C4C, que em tradução significa "Escalada para Cristo", é uma das instituições de caridade que se comprometem a ir "onde outros não podem ou não querem ir".

"Eles encontraram algumas pessoas doentes e famílias destruídas. Eles conversaram, oraram por eles e, milagrosamente, essas pessoas ficaram convencidos e começaram a seguir a Cristo", relata Tej Rokka, pastor e parceiro do ministério C4C. "Eles distribuíram um pouco de comida para o povo, e algumas roupas. Por causa disso, as pessoas começaram a ouvi-los."

O sistema hindu de castas também acaba se tornando um incentivo involuntário para a conversão dessas pessoas. Indivíduos de castas mais baixas sofrem uma intensa discriminação, e o cristianismo oferece uma maneira de escapar disso.

"É a única maneira de sair", disse Gary Fallesen, fundador da C4C. "Socialmente, não há nada que se possa fazer para mudar isso. Então nós compartilhamos sobre o amor de Jesus com essas pessoas. O sistema continua existindo, mas já não tem poder sobre eles."

No entanto, os líderes do país não estão contentes com esse "boom" cristão. Após o lançamento da primeira Constituição do país, em setembro, quando Nepal foi estabelecida uma nação secular, um debate sobre a possibilidade de o país voltar a ser um Estado Hindu veio à tona.

Embora o número oficial de 375 mil cristãos ainda seja pequeno em comparação com a população total de 27,8 milhões, o crescimento tem sido exponencial. As cláusulas sobre a liberdade de religião na nova Constituição têm incentivado a igreja a florescer no país.

veja também