Nesta quarta (25) PMs de Cristo celebram 22 anos em SP

A data, que marca o aniversário da entidade, é também celebrada como o Dia dos PMs de Cristo em todo o Estado, segundo a Lei 14798/2012, de autoria do deputado José Bittencourt, sancionada pelo governador Geraldo Alckmin.

fonte: Assessoria de Imprensa

Atualizado: Quarta-feira, 25 Junho de 2014 as 12:41

Nesta quarta (25) PMs de Cristo celebram 22 anos em SPA Associação dos Militares Cristãos Evangélicos do Estado de São Paulo, conhecida como PMs de Cristo, comemora neste dia 25 de junho, 22 anos de fundação. A data, que marca o aniversário da entidade, é também celebrada como o Dia dos PMs de Cristo em todo o Estado, segundo a Lei 14798/2012, de autoria do deputado José Bittencourt, sancionada pelo governador Geraldo Alckmin.

Os PMs de Cristo atuam em todas as regiões de São Paulo por meio de aproximadamente 60 Núcleos, que têm conquistado o respeito e o reconhecimento da sociedade. Em São José do Rio Preto, por exemplo, a Câmara Municipal institui o Dia Municipal dos PMs de Cristo, também em 25 de junho.

"A importância da data sempre estará em Cristo e no Seu Reino, mas constar no rol dos calendários municipal e estadual, no caso da Associação, trata-se de um reconhecimento público, primeiramente, de homens e mulheres idôneos, com uma missão nobre, no contexto de uma instituição séria ", considera o coordenador regional dos PMs de Cristo, Tenente Coronel Carlos André Medeiros Lamin, que assume a função de vice-presidente na nova diretoria dos PMs de Cristo.

Os PMs de Cristo constituem um grupo de abnegados policiais militares cristãos que se organizam voluntariamente como entidade missionária para levar a mensagem de Cristo, seus princípios e valores, visando alcançar e valorizar o policial militar como figura humana.

O grupo nasceu de modo informal, dentro da Academia do Barro Branco, escola de Oficiais da Polícia Militar de São Paulo. No local, durante anos, os cadetes, oriundos das mais diversas cidades do interior de São Paulo, sentiam necessidade de compartilhar com irmãos de fé suas dificuldades e experiências pessoais com Deus, e então começaram a se reunir semanalmente, para um momento devocional com louvor, oração e reflexão bíblica.

A iniciativa se consolidou e, em 25 de junho de 1992, inspirados na história bíblica de Neemias (homem que mobilizou as famílias de Israel para a reconstrução dos muros de Jerusalém), cerca de 40 policiais militares, das mais diversas denominações evangélicas, se uniram para oficialmente fundar a “Associação dos Policiais Militares Evangélicos do Estado de São Paulo”, entidade civil, sem fins lucrativos, de natureza cristã evangélica, de caráter adenominacional, conhecida hoje como PMs de Cristo.

“O Policial Militar, como herói anônimo diuturnamente enfrenta o perigo e a morte para cuidar e proteger a sociedade, mas quem cuida do policial? O objetivo dos PMs de Cristo é cuidar do cuidador. Apesar de na vida profissional enfrentar as mais adversas situações, como criminosos, perigo, sol, frio e chuva para salvar a vida do próximo, como qualquer ser humano, o policial militar também está sujeito às mesmas fragilidades e necessidades inerentes a todos, como medo, cansaço, estresse, conflitos interiores etc”, explica o Capitão Joel Rocha, que deixa a direção dos PMs de Cristo após quatro anos na presidência da entidade.

Em todas as ações voluntárias, os PMs de Cristo buscam assistir emocional e espiritualmente o policial militar a fim de que este possa desfrutar de uma vida equilibrada e, assim, desenvolver sua atividade profissional norteada por princípios éticos, valores morais e cristãos universais que são desejados por toda sociedade.

“Sabemos que, independentemente da confissão de fé particular, toda a sociedade organizada deseja um policial à semelhança de Cristo, que seja, como o Mestre, íntegro, honesto, servidor, companheiro, amigo, corajoso, etc”, finaliza o Capitão Joel.

 

veja também