No Cazaquistão, igreja é proibida de continuar atividades em prédio usado como templo

A lei do país proíbe atividades religiosas em prédio destinado a habitação, que é o caso da igreja

fonte: Guiame, com informações da Portas Abertas

Atualizado: Quarta-feira, 18 Março de 2015 as 10:55

Igreja no Cazaquistão
Igreja no Cazaquistão

A Igreja Presbiteriana Rakhym, em Almaty, no Cazaquistão, foi proibida de realizar suas atividades religiosas comuns no prédio utilizado como templo.

Desde 2011, uma lei do país proíbe que atividades religiosas sejam realizadas em edifícios destinos a habitação. Como o prédio da igreja fica no fundo de uma residência, fica caracterizada fora da lei.

Para mudar a categoria que caracteriza o templo como 'fundo' de uma habitação na documentação do lugar utilizado ou simplesmente redefinir a finalidade do edifício para religioso (ou seja, destinado a atividades religiosas), é necessário apresentar os documentos para os comitês agrários e arquitetônicos da administração da cidade.

Além de esse processo de mudança na documentação poder se arrastar por anos, muitas igrejas da região tiveram os pedidos negados e foram fechadas por serem consideradas ilegais.

Um pastor da Igreja Presbiteriana Rakhym foi convocado recentemente a comparecer na administração da cidade. Lá, confirmaram a ele que a proibição aplicada à igreja é legítima e que eles estão proibidos de continuar com as atividades.


.

veja também