No Irã, Pastor Behnam Irani responde a 18 novas acusações

Entre as acusações, está a de 'espalhar a corrupção na Terra'

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Terça-feira, 23 Setembro de 2014 as 10:40

pastor BehnamO pastor iraniano Behnam Irani está enfrentando 18 novos encargos, de acordo com relatos vindos do Irã. Irani, de 43 anos, foi inicialmente preso em 2006 e condenado em 2011 a seis anos de prisão em Ghezal Hesar, cidade de Karaj.

Com a saúde fragilizada, o pastor foi mantido em confinamento solitário por longos períodos. Ele também enfrentou cerca de quatro horas de interrogatório em cinco ocasiões diferentes.

Entre as novas acusações feitas ao pastor, está a acusação de Mofsed-e-filarz , que se traduz como" espalhar a corrupção na Terra ", e que leva à pena de morte. Mofsed-e-filarz é uma acusação que foi amplamente utilizada durante os primeiros dias da revolução iraniana, e resultou na execução de muitos “inimigos do Estado”. Seu uso em casos como o do pastor Irani reflete o que parece ser um aumento da repressão e da segmentação das minorias étnicas e religiosas no Irã.

O pastor Matthias Haghnejad e Silas Rabbani, dois outros líderes da igreja, também foram acusados do mesmo delito. Há a suspeita de que os três tenham sido forçados a confessar as acusações de espionagem.


com informações da Portas Abertas

 

 

veja também