No Paquistão, 44 pessoas são presas por conexão com morte brutal de um casal cristão

O assassinato de Shahzad e Shama destaca mais uma vez o perigo do fanatismo religioso ao qual os cristãos no Paquistão estão expostos"

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Quinta-feira, 13 Novembro de 2014 as 9:47

paquistãoApós ser acusado de blasfêmia, um jovem casal paquistanês foi brutalmente assassinado no início da semana passada

Revolta e protestos contra a violência religiosa tomaram o Paquistão e agora 44 pessoas foram presas por suposta conexão com o crime.

"Nós já prendemos 44 pessoas, foi uma questão local incitada pelo mulá de uma mesquita local. Nenhum grupo religioso particular estava por de trás do ataque", disse Jawad Qamar, chefe da polícia regional de Kot Radha Kishan, província de Punjab.

As vítimas foram identificadas como Shahzad Masih, de 28 anos e Shama Bibi, de 25, segundo a organização Christian Concern.

"O assassinato de Shahzad e Shama destaca mais uma vez o perigo do fanatismo religioso ao qual os cristãos no Paquistão estão expostos. A acusação de blasfêmia pode ser usada para qualquer disputa e muitas vezes pode incitar ações fatais, como foi o caso desse jovem casal”, disse o gerente regional da ICC Todd Daniels em um comunicado


com informações da Portas Abertas

 

veja também