No Quirguistão, pastor é liberado da prisão

No Quirguistão, pastor é liberado da prisão

Atualizado: Quinta-feira, 20 Fevereiro de 2014 as 3

pastorNa segunda-feira, 17 de fevereiro, a Portas Abertas recebeu a notícia da libertação do pastor Bakhytzhan Kashkumbayev, que estava preso em Astana, Quirguistão.
 
Ele foi acusado pelo tribunal local de fazer propaganda ao extremismo e supostamente ter "prejudicado a saúde" de um membro de sua igreja.
 
A mãe de uma jovem diz que o pastor prejudicou a saúde da filha ao manipulá-á psicologicamente através de uma "bebida alucinógena de cor vermelha" no dia da ceia.
 
Kashkumbayev foi condenado a pagar dois milhões de Tenges (o equivalente a 25.980,00 reais) em danos a jovem Lyazzat Almenova, e também foi acusado de incitar o ódio e liderar uma organização que prejudica os outros. Durante o tempo de prisão, sua saúde foi se deteriorando gravemente.
 
Apesar da libertação, a justiça o condenou a 4 anos de liberdade condicional. Ao falar recentemente com o pastor, a Portas Abertas percebeu que sua saúde está melhor e que ele permanece confiando no Senhor.
 
 
com informações da Portas Abertas
 

veja também