Novo projeto de lei sobre blasfêmia pode amenizar risco dos cristãos no Paquistão

"Terá um impacto a longo prazo na vida dos cristãos", diz diretor do Centro de Assistência Judiciária

fonte: Guiame, com informações da Portas Abertas

Atualizado: Segunda-feira, 8 Junho de 2015 as 6

Cristãos paquistaneses
Cristãos paquistaneses

Um novo projeto de lei no Paquistão pode amenizar a situação dos acusados de blasfêmia. Embora ele introduza penas severas, ele garante que haja justiça com as próprias mãos e exige provas da intenção de blasfemar.

Grupos de direitos humanos dizem que a lei atual é frequentemente mal utilizada por extremistas, usadas contra os cristãos, a fim de acertar contas pessoais.

Nasir Saeed, diretor do Centro de Assistência Judiciária, que trabalha com os cristãos no país, aprova a nova proposta. "O mau uso da lei está em ascensão. A comunidade cristã está sob ataque constante e consideram-se um alvo principal, e a causa da perseguição é a lei sobre blasfêmia."

Mesmo que vire lei, o projeto pode não gerar mudanças imediatas, mas pode influenciar a longo prazo. "Terá um impacto a longo prazo na vida dos cristãos, pois significa que nenhuma pessoa de qualquer fé será falsamente acusada ou morta por um crime que nunca cometeu", explicou.

 

veja também