O drama dos refugiados e as posturas que a Igreja Brasileira pode tomar

"Deus nos chama para adotarmos um jeito hospitaleiro de ser"

fonte: Guiame, com informações da Ultimato

Atualizado: Terça-feira, 15 Setembro de 2015 as 2:36

Assírios refugiados
Assírios refugiados

Desde a morte do pequeno Ayslan e da foto que circulou pela internet, a discussão a respeito do drama vivido pelo refugiados que fogem de seus países por opressão e perseguição e buscam recomeçar a vida em outros países, principalmente na Europa.

Aqui no Brasil também há refugiados, principalmente haitianos, no sul do país. Mas o problema ainda é algo muito distante para a população brasileira por não ser algo que sofrem de perto.

Em um editorial, a Ultimato descreveu algumas posturas que a Igreja Evangélica Brasileira pode assumir diante do problema dos refugiados.

"Orar compassiva e intensamente para que todo estrangeiro refugiado não fique desamparado", é a primeira postura citada pela Ultimato, acompanhada de algumas passagens bíblicas que mostram que o Senhor sempre se preocupou com os estrangeiros.

Se mobilizar para que os refugiados recebem recursos para sobrevivência é outra atitude, lembrando que existem organizações cristãs que estão captando doações para essas famílias. Adotar um estilo de vida hospitaleiro também pode fazer a diferença. "Deus nos chama para adotarmos um jeito hospitaleiro e compassivo de ser. Não se trata apenas de dar um socorro, mas de adotar um estilo de vida coerente com o caráter de Deus."

Acolher os refugiados que chegam ao Brasil é uma das mais nobres posturas. Através do trabalho dessas organizações cristãs, as igrejas locais podem receber famílias refugiadas que buscam abrigo no país.

A Ultimato lembra que essa não é tarefa simples, pois exige reorganização de rotina e gastos, por exemplo. "Acolher os refugiados provavelmente nos mostrará que há muitos outros que aqui mesmo precisam de abrigo e hospitalidade. Num país onde o déficit habitacional é grande e a desigualdade social absurda sempre haverá a necessidade de expressarmos a hospitalidade cristã."

Organizações que têm projetos específicos com refugiados

Missão em Apoio à Igreja Sofredora

Compassiva

Missão Paz

Tearfund

Viva

veja também