"O EI ajudou a fortalecer nossa fé", diz irmão de dois cristãos coptas mortos pelo grupo terrorista

Beshir afirmou que seus dois irmãos que foram executados são motivo de orgulho para a cristandade

fonte: Guiame

Atualizado: Sexta-feira, 20 Fevereiro de 2015 as 2:41

Imagem da execução dos 21 cristãos coptas
Imagem da execução dos 21 cristãos coptas

Beshir é irmão de Bishoy Estefanos Kamel, de 25 anos, e Samuel Estefanos Kamel, de 23, dois cristãos coptas mortos pelo Estado Islâmico.

Por telefone, ele foi entrevistado por um programa de TV árebe, transmitido ao vivo. O homem falou sobre o sentimento que tem após a morte dos irmãos: "Eles são um orgulho para a cristandade e são meu orgulho também. Eles me fazem andar de cabeça erguida"

Ao falar sobre a postura do grupo terrorista, Beshir agradece porque eles não cortaram o áudio mostrando o momento em que os reféns clamavam a Deus por suas vidas. "O EI ajudou a fortalecer nossa fé", afirma.

Lembrando que a Bíblia ensina a amar os inimigos e a abençoar aos que os amaldiçoam, Beshir contou que sua família e demais conhecidos não estão de luto, mas felizes e fortalecidos na fé após o ocorrido.

O entrevistador perguntou se Beshir perdoa os assassinos de seus irmãos e ele respondeu replicando o que disse sua mãe em uma conversa naquele mesmo dia. "Ela disse que o convidaria para entrar em sua casa porque eles nos ajudaram a entrar no Reino dos Céus"

Ao final, ele ainda orou pelos membros do Estado Islâmico. "Querido Deus, por favor, abra os olhos deles para que sejam salvos e abandonem sua ignorância e os ensinos errados em foram doutrinados"

 

.

veja também