O que Jesus respondeu sobre a perseguição

Ore pelos cristãos perseguidos, especialmente aqueles que vivem em países islâmicos, para que, quando confrontados com a adversidade, eles possam reagir com espírito gentil

fonte: Portas Abertas

Atualizado: Sexta-feira, 25 Julho de 2014 as 9:21

Ramadã - 6"Vocês ouviram o que foi dito: ‘Olho por olho e dente por dente’. Mas eu lhes digo: Não resistam ao perverso. Se alguém o ferir na face direita, ofereça-lhe também a outra." Mateus 5.38-39

A instrução bíblica sobre resistir à perseguição é geralmente entendida como o dever de um cristão de responder passivamente a ameaças e violência oferecendo a outra face. No meio do conflito entre muçulmanos e cristãos, um líder da igreja na Nigéria tem sido repetidamente citado dizendo: "Nós oferecemos a outra face muitas vezes. Não temos mais faces para oferecer!"

Mas os cristãos palestinos, envolvidos na mobilização pela paz, reconciliação e movimentos contra a violência, explicam o ensinamento de Jesus sobre "dar a outra face" de forma diferente, dizendo que ele estava instruindo seus seguidores a reagir ― não defensiva, mas ativamente ― pela paz.

Usando um exemplo culturalmente relevante do tempo de Jesus, uma pessoa que deu um tapa no rosto do outro usou as costas da mão direita, um ato de insulto de um superior sobre um inferior.

Mas, ao virar o rosto, oferecendo "a outra face", a vítima é empoderada, forçando o agressor a dar um segundo golpe, seja com a mão aberta ou com o punho fechado, ou então, resolver o conflito.

A resposta semelhante a de Cristo, de dar a outra face, transforma a troca violenta, bem como os papéis de agressor e vítima, comunicando que a vítima vê a si mesmo como um igual, redefinindo o relacionamento e forçando o opressor a uma escolha: aumentar a violência ou responder com arrependimento e reconciliação.

Pedido de oração

Ore pelos cristãos perseguidos, especialmente aqueles que vivem em países islâmicos, para que, quando confrontados com a adversidade, eles possam reagir com espírito gentil, testemunhando da atitude de Cristo, fazendo com que muitos sejam atraídos pelo evangelho.

 

veja também