O testemunho de uma jovem cristã cheia de desafios em Mianmar

O testemunho de uma jovem cristã cheia de desafios em Mianmar

Atualizado: Quarta-feira, 5 Março de 2014 as 2:10

Missões - jovem de Mianmar"Quando eu tinha 12 anos, o professor Nu foi à nossa casa e disse à minha família quem era Jesus e o que ele fez por nós. Depois disso, eu passei a frequentar a Escola Dominical em sua igreja doméstica toda semana. Ano após ano, eu cresci no conhecimento do Senhor. Nu me ensinou sobre Jesus e a Bíblia.”
 
“Logo no início da minha vida cristã, eu não era aceita e nem tratada como uma filha", lembra Cho. “O evangelho de Jesus havia sido compartilhado com meus pais, mas eles permaneceram budistas. Por ter aceitado Jesus, eu não era tratada como uma pessoa normal, e fiquei desapontada."
 
Além de suas dificuldades em casa, Cho também enfrentou perseguições na escola. "Meus colegas não me aceitavam como cristã. Eles não queriam ser meus amigos. Eu costumava correr para a casa do professor Nu para pedir-lhe orações."
 
Apesar de ter alguém para lhe apoiar, as lutas de Cho ainda a afligiam. "Durante esse tempo, eu queria mais. Eu queria ajuda. Meu professor orava por mim, mas ele não podia fazer mais do que isso. O que eu deveria fazer? Deveria continuar a seguir Jesus ou deveria parar? Às vezes eu pensava que Deus tinha me esquecido. Onde estava Deus? Algumas vezes, eu cheguei a perguntar ao Senhor se ele realmente me conhecia, se ele realmente estava preocupado comigo.”
 
A fé de Cho foi mais uma vez testada quando ela fracassou no exame de métricas, um requisito para prosseguir no ensino superior. "Fiquei decepcionada quando eu não passei no exame de métricas. As palavras do meu pai continuaram correndo em minha cabeça. "Se você trabalhar duro, você vai passar, se você não trabalhar duro, você não vai passar. Não é necessário orar ou ir ao culto. Basta trabalhar duro. Ele me dizia: 'Isso é o suficiente’”.
 
"Então eu decidi trabalhar duro", ela continuou. "Depois de algum tempo, percebi que eu deveria tentar fazer o exame de métricas novamente, porque se eu passasse, minha vida e meu futuro seriam muito melhores." 
 
"O professor Nu sempre me motivou dizendo 'Minha filha, não se preocupe, não fique desapontada, Deus está com você, Deus vai lhe dar sabedoria para que você possa passar no exame de métricas’. Mas as palavras de meu pai continuaram falando alto em minha cabeça. Eu temia falhar de novo, mas Nu me incentivou a prosseguir”.
 
Em sua segunda tentativa, Cho passou na prova. "Mas só por causa da oração", disse ela. "Deus estava comigo. Eu estudei muito, tentei fazer o meu melhor, mas se Deus não estivesse lá, eu teria falhado. Por causa dele, eu passei no exame, e assim estava qualificada para os estudos superiores na faculdade.”
 
Cho é apoiada pela Portas Abertas em seus estudos. Ela estuda engenharia mecânica na região oeste de Yangon. Ela também fez amizade com alguns dos seus colegas de classe, em sua maioria budistas. "Mesmo quando eles começaram a saber mais sobre mim, minha atitude e comportamento, eles me aceitaram."
 
Cho é incentivada por Josué 1.9 que diz: "Seja forte e corajoso! Não se apavore, nem se desanime, pois o Senhor, o seu Deus, estará com você por onde você andar".
 
"Mesmo que eu tenha dificuldades, em relação à minha família e à minha educação, eu louvo a Deus e ouço suas palavras juntamente com meu professor que está sempre lá para me inspirar e incentivar." 
 
Pedidos de oração
• Interceda pelos pais de Cho para que eles creiam e aceitem Jesus como seu Salvador. 
• Ore por Cho, para que ela conclua seus estudos universitários com excelência, a fim de que Deus seja glorificado entre seus amigos. 
• Peça ao Senhor para que a caminhada de Cho com Jesus prossiga, apesar dos desafios que tem de enfrentar na vida.
 
*Os nomes foram alterados para a segurança dos cristãos.
 

veja também