Observatório Sírio diz que quase duas mil pessoas morreram em seis meses de ataque da Coalizão Internacional

O órgão informa que 1.796 mortos eram integrantes do grupo terrorista e outros 90 da Frente de Nusra, filial síria da Al Qaeda

fonte: Guiame, com informações da Agência Brasil / Ultimo Segundo

Atualizado: Terça-feira, 24 Março de 2015 as 10:52

Ataque da Coalizão na Síria, em outubro de 2014
Ataque da Coalizão na Síria, em outubro de 2014

O Observatório Sírios dos Direitos Humanos informou nesta segunda-feira (23) que ao menos 1.953 pessoas morreram e centenas ficaram feridas em bombardeios da coalizão contra o Estado Islâmico na Síria, em seis meses de ataque do grupo liderado pelos Estados Unidos.

No documento, o Observatório diz que 1.796 mortos eram integrantes do grupo terrorista e outros 90 da Frente de Nusra, filial síria da Al Qaeda.

Mas, no relatório, também consta a morte de inocentes. Pelo menos 66 vítimas eram civis, incluindo 10 menores e seis mulheres, que morreram nos ataques contra instalações petrolíferas em áreas sob o controle dos jihadistas.

A possibilidade de um número ainda maior de mortos não é descartada pelo Observatório, já que há dificuldade de acesso a áreas controladas pelo Estado Islâmico.


.

veja também