Pastor abre templo para celebrar cultos com haitianos, em MG

Jefferson Veronez realizou o primeiro culto no dia 16 de agosto, já contando com a participação de 33 haitianos.

fonte: Guiame, com informações do G1

Atualizado: Quarta-feira, 16 Setembro de 2015 as 4:44

Atualmente, cerca de 45 haitianos vivem no município de Andradas (MG). (Imagem: EPTV / Repdrodução)
Atualmente, cerca de 45 haitianos vivem no município de Andradas (MG). (Imagem: EPTV / Repdrodução)

Líder da Igreja Pentecostal de Milagres, um pastor abriu um templo em Andradas (MG), para realizar cultos com haitianos que chegam ao município - que já registrou 45 haitianos na cidade atualmente.

Jefferson Veronez realizou o primeiro culto no dia 16 de agosto, já contando com a participação de 33 haitianos.

O templo que leva o nome de Igreja Pentecostal de Milagres do Haiti é local para a realização de cultos na língua oficial dos imigrantes (crioulo) e também em francês. O pastor haitiano Andre Sointil também ajuda nas celebrações.

“É mais um momento para eles estarem juntos e aqui torna-se um lugar onde eles podem se unir e conhecer uns aos outros, porque a maioria mesmo vindo do Haiti, não se conhece e dentro da igreja eles conseguem até fazer novas amizades”, contou o pastor Jefferson.

O pastor brasileiro explicou que objetivo é atender a uma necessidade da comunidade haitiana, que deseja adorar a Deus em sua própria língua, como estes cidadãos estavam antes acostumados. Com isto, o sofrimento causado pela distância de seus familiares que ficaram no Haiti ou estão em outros países pode ser amenizado, de certa forma.

Muitos estão aprendendo a falar português, mas segundo a professora Maria Neusa Rosa De Oliveira Silva, estes imigrantes têm dado uma lição de unidade e parceria.

“Eles estão estremamente unidos e sempre estão se ajudando. Pra mim isso é uma lição, como uma forma de mostrar que pessoas de outros países chegam aqui e se tornam parceiros e irmãos”, contou.

A igreja localiza-se à rua Milton Sebastião Barbosa, 222, na Vila Maganhoto e realiza cultos para o público haitiano às terças, com celebrações em português e aos domingos com o pastor haitiano, Andre Sointil.

veja também