Pastor colombiano vem ao Brasil e incentiva o trabalho missionário com seu testemunho

"Muitos pastores têm sido assassinados por não deixarem de pregar o evangelho”, conta ele

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Quarta-feira, 10 Dezembro de 2014 as 11:33

ColômbiaTodos os anos, a Portas Abertas Brasil recebe a visita de alguns dos correspondentes internacional da Missão. De 19 de novembro a 9 de dezembro, o pastor Pablo Rodriguez*, da Colômbia, esteve aqui contando seu testemunho.

O pastor passou por Recife (PE); São Luís (MA); Salvador (BA) e São Paulo (SP). Há 20 anos ele enfrenta perseguição religiosa e na visita pode contar sobre as ameaças que envolvem seu ministério.

"Graças a Deus, ele tem nos colocado a salvo, minha vida foi poupada várias vezes. Muitos pastores têm sido assassinados por não deixarem de pregar o evangelho”, disse ele. “Igrejas foram fechadas e mesmo o governo não pode fazer nada”

Para não serem pegas pelas FARCs, as forças armadas do país, duas filhas de Pablo foram enviadas a um abrigo da Portas Abertas. Elas receberam cartas do Brasil e o pastor frisa o quanto isso fez diferença na vida delas.

A vinda de Pablo, assim como de outros representantes internacionais, é estimular a igreja brasileira a investir no trabalho missionário. A Missão Portas Abertas agradeceu a Deus pela vida do pastor e por sua passagem pelo Brasil nesses dias.


*nome alterado por motivos de segurança
com informações da Portas Abertas

 

veja também