Pastor convoca 'cidade rica' dos EUA a ajudar moradores de rua: "Precisamos alcançá-los"

"As pessoas estão vivendo sob viadutos e usando banheiros sujos em uma das nações mais ricas do mundo. A Igreja tem de cumprir com o seu papel de testemunhar", disse o pastor Scott Wagers.

fonte: Guiame, com informações do Christian Post

Atualizado: Sexta-feira, 12 Agosto de 2016 as 12

"As pessoas estão vivendo sob viadutos e usando banheiros sujos em uma das nações mais ricas do mundo. A Igreja tem de cumprir com o seu papel de testemunhar", disse o pastor. (Foto: Reuters)
"As pessoas estão vivendo sob viadutos e usando banheiros sujos em uma das nações mais ricas do mundo. A Igreja tem de cumprir com o seu papel de testemunhar", disse o pastor. (Foto: Reuters)

Um pastor da cidade de San José, Califórnia (EUA) está convidando os cristãos que vivem em um dos condados mais ricos dos Estados Unidos a abrirem os olhos para a realidade de que milhares de pessoas em seu meio não têm lugar para chamar de lar.

"Abra os seus olhos, San José", diz o Pastor Scott Wagers, que lidera o ministério de libertação 'CHAM', em um vídeo do YouTube, no qual detalha seu trabalho entre os desabrigados no condado de Santa Clara, Califórnia (EUA).

Wagers é um ex-fisiculturista e formado pelo ministério 'Discípulos de Cristo'. Ele disse ao site 'Religion News Service' que a "crise humana" o tem levado a tomar essa atitude de alertar a população local.

"As pessoas estão vivendo sob viadutos e usando banheiros sujos em uma das nações mais ricas do mundo. A Igreja tem de cumprir com o seu papel de testemunhar", disse ele.

Até dois anos atrás, Wagers serviu centenas de sem-teto da cidade em um acampamento conhecido como "The Jungle" ("A Selva"), levando-lhes comida, água, cobertores e suprimentos.

Falando sobre a iniciativa do pastor em ajudar os desabrigados, um ex-morador do acampamento que foi atendido por Wagers, chamado Lex Mayweather disse: "Sem ele, não há nenhum nós. Porque se o nosso Senhor Jesus Cristo e ele não viesse para nos ajudar, muitas pessoas aqui estariam mortas ou na prisão".

O acampamento "The Jungle" já não existe mais, após a polícia ter despejado os moradores e cercado a área em 2014, mas o pastor e outros voluntários do ministério 'CHAM', como Robert Aguirre - também ex-morador do acampamento - continuam a sua missão de servir os desabrigados onde quer que eles estejam.

Ao contrário de outros programas que exigem que os sem-teto para visitar centros específicos para receber os serviços de ajuda, Wagers tem uma abordagem diferente, dirigindo em uma uma van chamada de "Mercy Mobile" ("Graça Móvel"), que passa por cada acampamento onde os sem-teto estão aglomerados.


Alcance
"Temos que ir até eles", disse Wagers em uma entrevista ao Mercury News no mês passado, sobre os sem-teto que vivem em áreas mais remotas, onde se concentra grande parte de seus esforços. "Eles não vão chegam centro da cidade. Esperar que eles venham é um modelo antiquado".

O pastor tem feito críticas, tanto ao governo local, quanto aos executivos das empresas de tecnologia.

Embora a cidade de San Jose esteja prestes a aprovar o financiamento de 950 milhões de dólares para construção de habitação para os sem-teto, Wagers lamenta que a cidade " tenha se tornado mais vigorosa em varrer sua área", regularmente expulsando os moradores de rua sob o disfarce de riscos ambientais e segurança Pública.

"Os sem-teto são como os refugiados, que se deslocam de um lugar para outro", disse Wagers ao site cristão. "Ninguém os quer em lugar nenhum".

Com a maior renda familiar média da nação, aproximadamente 50% dos moradores de San José ganham mais de 100.000 dólares por ano. Os preços das casas gira em torno de 1 milhão dólares na cidade e o aluguel de um quarto individual em um apartamento provavelmente custa entre 800 e 1.500 dólares por mês.

"Eu não sou socialista, nem capitalista", disse Wagers. "Eu sou um cristão. E isso é chocante para mim. Qual é o nosso papel como cristãos? 'O que você fizer ao menor destes você fará também por mim".

veja também