Pastor do Oriente Médio destaca oportunidade da Igreja na Europa com os refugiados: "É hora de agir"

"Eles precisam ter os olhos abertos e precisam ser libertos. Agora vocês não precisam mais enviar missionários, eles estão à sua porta", destaca o pastor em carta

fonte: Guiame, com informações da Portas Abertas

Atualizado: Segunda-feira, 5 Outubro de 2015 as 12:10

Refugiados
Refugiados

Os pastores da Europa receberam um alerta de um pastor do Oriente Médio, através de uma carta, a respeito dos refugiados que estão chegando até eles e a oportunidade da Igreja.

"Nós, cristãos, estamos vivendo um período muito crítico, em que muitos refugiados se espalham por diversos países do mundo, e observamos que esta é uma oportunidade de ouro para vocês, pastores europeus. Vocês podem ganhar ou perder essa chance. As famílias que chegam até vocês estão feridas e necessitadas, mas nós sabemos que a recepção calorosa do amor cristão pode mudar toda a perspectiva delas, e inclusive suas crenças aos deuses mortos"

Ele destaca que esse povo está fugindo de uma religião que lhes estabeleceu valores rígidos e que essa é a chance deles.

"Irmãos, é hora de agir! É hora de lutar com as armas certas e o único sangue que eles terão que conhecer, será o sangue de Jesus. Eles são carentes de oração, fé, evangelização, ajuda social e amor. Eles precisam ter os olhos abertos e precisam ser libertos. Agora vocês não precisam mais enviar missionários, eles estão à sua porta", exclama.

Na parte final da carta, o pastor destaca a necessidade de que essas pessoas conheçam o verdadeiro cristianismo, mas lembra que é preciso que as igrejas não estejam mornas.

É tempo de construir sólidos relacionamentos com eles, de família em família e não mais em grandes grupos. Deixe-os ver a verdadeira face do cristianismo e faça-os sentir como é bom poder adorar a Deus em espírito, com a liberdade do ocidente. Mas eles não devem ver as igrejas mornas. O número deles agora é bem pequeno, mas vai crescer. E eles não têm para quem pregar o islã nessas terras. Observem também que em suas famílias, eles possuem seis ou sete filhos, portanto, vocês vão precisar do ministério infantil. Preparem-se!

Eles não são nossos inimigos, são nossos irmãos queridos, com os hábitos do Oriente Médio e são muito generosos, misericordiosos com os pobres e muito emotivos. Por amor, cuidem deles antes que eles abracem o islã. E lembrem-se das palavras de Jesus, no livro de Mateus 25.42-43: ‘Pois eu tive fome, e vocês não me deram de comer; tive sede, e nada me deram para beber; fui estrangeiro, e vocês não me acolheram; necessitei de roupas, e vocês não me vestiram; estive enfermo e preso, e vocês não me visitaram’. Deus está enviando famintos até vocês, ofereçam-lhes do alimento espiritual, em abundância, e derrubem as barreiras culturais e sociais. Abram os olhos deles antes que seja tarde demais. Que oportunidade maravilhosa vocês estão recebendo de Deus. No amor de Cristo.

 

veja também