Pastor Saeed Abedini é liberto da prisão e líderes celebram: "No tempo de Deus"

O pastor Saeed e mais três americanos foram libertos mediante uma negociação de "troca de prisioneiros" com o Irã. Os quatro americanos foram trocados por sete iranianos que tinham sido condenados ou ainda aguardavam julgamento nos Estados Unidos.

fonte: Guiame, com informações do Christian Post

Atualizado: Segunda-feira, 18 Janeiro de 2016 as 8:55

O pastor do sul da Califórni, Greg Laurie, que liderou comícios oração pela libertação do pastor norte-americano Saeed Abedini de uma prisão iraniana onde ele foi mantido em cativeiro por mais de três anos, afirmou que a libertação de Abedini ocorreu no "tempo perfeito de Deus".

"Os cristãos de todo o mundo oraram fielmente pela libertação do pastor Saeed Abedini", Laurie disse na tarde de sábado. "Isso não aconteceu tão rapidamente como se esperava, mas aconteceu no tempo perfeito de Deus. Agora, queremos lembrar que continuem a orar por Saeed, sua esposa, Naghmeh, e seus filhos, já que eles estão finalmente reunidos, bem como o resto de sua família".

Os cristãos de diversas partes do mundo que oraram pela libertação do pastor Saeed Abedini ainda estavam esperando na noite de sábado pela confirmação de que Abedini e os outros três norte-americanos libertos durante a noite da última sexta-feira estavam em um local seguro.

Entre os quatro norte-americanos que foram libertos no Irã, também estavam o jornalista do Washington Post, Jason Rezaian; o ex-fuzileiro naval norte-americano, Amir Hekmati e Nosratollah Khosravi-Roodsari.

Os quatro americanos foram trocados por sete iranianos que tinham sido condenados ou ainda aguardavam julgamento nos Estados Unidos, segundo informações da imprensa. Os EUA divulgaram a lista destes sete homens iranianos na manhã de domingo.

Segundo a CNN informou, ainda pela manhã, um avião que transportava pelo menos três dos quatro americanos já havia partido. No domingo, a Casa Branca disse que outro norte-americano, o estudante Matthew Trevithick, também foi liberto - mas não como parte da troca de prisioneiros - e também já havia partido do Irã.

A troca de prisioneiros ocorreu antes da execução do acordo nuclear entre o Irã e seis potências mundiais - incluindo os Estados Unidos.

Laurie compartilhou que a esposa de Abedini, Naghmeh expressou junto aos seus filhos, a alegria com a notícia da libertação de Saeed da prisão iraniana.

"Ela ainda está à espera de informações do Departamento de Estado sobre quando e onde ela poderia se encontrar com seu marido", disse Laurie. "A irmã de Saeed, Zeebandeh Abedini, disse que a família se sentiu como em uma 'montanha russa emocional' e que os pais de Saeed estavam em lágrimas desde a noite passada [emocionados com a boa notícia]".

"Ela (Naghmeh) também citou o Salmo 30: 11-12: 'Mudaste o meu pranto em dança, a minha veste de lamento em veste de alegria, para que o meu coração cante louvores a ti e não se cale. Senhor, meu Deus, eu te darei graças para sempre.
Salmos 30:11,12'. (NVI)", relatou.

A negociação de "troca de criminosos iranianos para reféns americanos", deixou muitos norte-americanos - incluindo Laurie - preocupados, apesar da boa notícia da libertação dos cidadãos dos EUA.

"Pessoalmente, isso não me faz sentir gratidão para com a nação do Irã", disse ele. "Eles nem deveriam ter feito Saeed como prisioneiro, para começar, de modo que esta libertação é o mínimo que podiam fazer".

"Este é um bom lembrete de que Deus está, em última análise, no controle. Quando o rei Herodes - um ímpio - executou o apóstolo Tiago e encarcerada Simão Pedro, a igreja começou a orar fervorosamente (Atos 12)".

"Isso foi o que aconteceu em nível mundial pelo Pastor Saeed e Deus respondeu às nossas orações. Ele pode mover até mesmo as pessoas ímpias para cumprir os Seus propósitos. A Bíblia diz: 'O coração do rei é como uma corrente de água dirigida pelo Senhor;.. Ele o guia para onde Ele quer' (Provérbios 21: 1 NVI)".

Quando questionado sobre a parte "amarga" da negociação libertação de prisioneiros, Laurie respondeu: "Podemos lembrar que Deus faz com que todas as coisas cooperem para o bem daqueles que O amam e são chamados segundo o seu propósito (Romanos 8:28). Deus permitiu que o Pastor Saeed sofresse nesta prisão, assim como Ele permitiu que o grande apóstolo Paulo para enfrentasse circunstâncias semelhantes".

"Há outros irmãos e irmãs... muitos cristãos que sofrem com perseguição religiosa por parte de nações hostis, porque estes se atrevem a falar sobre sua fé, como o Pastor Saeed fez. É por isso que devemos orar... para que nós nunca percamos a liberdade nos Estados Unidos a proclamar abertamente o evangelho de Jesus Cristo".

 

veja também