Pastor Saeed Abedini sonhou que estaria presente no aniversário de 9 anos da filha, segundo esposa

Dentro de poucos meses, a pequena Rebecca completará seus nove anos, segundo a esposa do pastor Saeed, Naghmeh Abedini. A mãe da garotinha afirmou que tem orado incessantemente para que Deus liberte seu marido.

fonte: Guiame, com informações do Christian Post

Atualizado: Sexta-feira, 17 Julho de 2015 as 7

Poucos meses depois de sua prisão no Irã há três anos, pastor Saeed Abedini teve um sonho, no qual era liberto para comemorar o aniversário filha de nove anos de sua filha, Rebecca.

Dentro de poucos meses, a pequena Rebecca completará seus nove anos, segundo a esposa do pastor Saeed, Naghmeh Abedini. A mãe da garotinha afirmou que tem orado incessantemente para que Deus liberte seu marido.

"Ele (Saeed) espera poder estar aqui para o nono aniversário de Rebecca. Ele mencionou em uma conversa com seu pai, que nos primeiros meses de sua prisão ele tinha passado um tempo na solitária e teve um sonho, no qual ele estava aqui [Estados Unidos], ainda quando Rebecca era criança. Ele achava que, no sonho, ela estivesse talvez com nove anos. Ele teve um sonho sobre isso e está realmente esperando que conseguir voltar antes que ela complete seus nove anos. Se ele perdesse este aniversário, teria perdido quatro, ao todo - praticamente a metade da vida dos meus filhos, "disse Naghmeh Abedini em uma entrevista à CBN internacional, na última quinta-feira (16).


Acordo com o Irã 

Na quarta-feira (15), Naghmeh expressou sua decepção com a notícia de que o marido e três outros americanos não seriam libertos da prisão no Irã, como parte do acordo nuclear do presidente Barack Obama com o Irã, mas observou publicamente que "faz sentido".

"Você sabe que faz sentido. É algo que eles (Departamento de Estado) têm colocado para mim e as outras famílias, desde o início: que ele (Saeed) não seria parte do negócio", disse Naghmeh em entrevista à CNN, na última quarta-feira, depois de ouvir Obama explicar a um repórter por que o negócio não poderia ter incluído a liberação do pastor e três outros americanos detidos no Irã.

Enquanto não dão a ela um cronograma de quando eles esperam negociar a libertação de seu marido, Naghmeh explicou que funcionários do Departamento de Estado asseguram-lhe que eles estavam trabalhando em sua libertação.

Quando lhe perguntaram como ela agora se sentia sobre as promessas da administração Obama, ela disse que sua esperança está em Deus.

"Eu quero acreditar no melhor para Saeed, nossa família e para os meus filhos, mas eu continuo a estar em contato com a Casa Branca e o Departamento de Estado. Continuo a pressiona-los para se certificarem de que ele é liberado imediatamente", disse ela.

"Os altos e baixos (do calvário para libertar Saeed) têm realmente me ajudado a permitir que o Senhor me aperfeiçoe e me ensine a manter os olhos sobre e minha esperança nEle em vez do governo e funcionários do Estado", observou ela.


Intercessão

Naghmeh exortou os cristãos a ajudarem com orações por sua família e observou que em 26 de setembro, haverá uma vigília de oração mundial pela libertação de Saeed Abedini.

"Assim orem para que tenhamos força, orem para que a fé dos nossos filhos cresça mais forte com esta provação. Para que eles se tornem homem e mulher de Deus. Eu também estou hospedando vigílias de oração em todo o país, novamente em 26 de setembro deste ano. Se Saeed estiver fora da prisão até lá, então vamos comemorar. Assim eu apenas peço às pessoas que orem", disse Naghmeh à CBN News.

veja também