Pelo menos 8 crianças são mortas na Síria após bombardeio

O número de mortes nesses ataques podem aumentar, de acordo com o OSDH, já que há feridos em estado grave.

fonte: Guiame, com informações de G1

Atualizado: Quarta-feira, 3 Junho de 2015 as 9:05

Homem segura bebê que sobreviveu a bombardeio com barris explosivos em Aleppo.
Homem segura bebê que sobreviveu a bombardeio com barris explosivos em Aleppo.

 

Um bombardeio matou pelo menos 24 pessoas, entre elas 8 crianças, nesta quarta-feira (3). Os explosivos foram lançados por helicópteros do regime de Bashar al-Assad que lançaram barris de explosivos contra áreas das províncias de Idlib, Aleppo e Hama, no norte da Síria, de acordo com informações do Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

Um ataque aéreo matou 16 pessoas em Tel Refat, ao norte da cidade de Aleppo, a maior do norte da Síria. Além disso, pelo menos oito pessoas morreram, entre elas cinco membros da mesma família, em ataques similares no norte da província de Hama e no sul de Idlib, nos povoados de Latmana e Kafr Sichnah.

O número de mortes nesses ataques podem aumentar, de acordo com o OSDH, já que há feridos em estado grave.
 
Desde o início do ano, 2.634 pessoas foram mortas na Síria por bombardeios de aviões e helicópteros militares, segundo números do OSDH oferecidos no começo de maio.

Desse total, pelo menos 1.820 pessoas eram civis, dos quais 428 eram menores de idade, e 814 combatentes de diferentes grupos, entre eles a Frente al Nusra, grupo sírio ligado à Al Qaeda, e a organização terrorista Estado Islâmico (EI).

veja também