Poema sobre a solidariedade - 'O prato'

Se não houver quem lhe preencha ao menos com um pão, o prato viverá sempre na mesma situação

fonte: guiame.com.br / ADRA

Atualizado: Quarta-feira, 16 Abril de 2014 as 1:17

Adra

O PRATO!
O prato é raso, a fome é profunda,
não há arroz, não há alimentação,
só há uma lágrima rolando pelo chão,
oxalá houvesse ao menos um grão de feijão.

O prato está vazio,
o estômago está rocando,
a criança está chorando,
a mamãe está suplicando.

É uma sensação de abandono,
um sentimento de pesar,
que faz a esperança do almoço e da janta fluir,
como castelo castelo de areia do mar.

O prato nada pode fazer,
é simplesmente um prato, alimento não pode trazer.
Se não houver quem lhe preencha ao menos com um pão,
o prato viverá sempre na mesma situação.


Autor : Alex Rocha

veja também