Pr. Paulo Engel fala sobre trabalho missionário em Moçambique

Pr. Paulo Engel fala sobre trabalho missionário em Moçambique

Atualizado: Sexta-feira, 28 Fevereiro de 2014 as 5:01

 

Pr. Paulo Engel fala sobre trabalho missionário em Moçambique

Há 19 anos, o Pr. Paulo Engel recebeu um chamado: contribuir para a proclamação do evangelho em Moçambique (África). Desde então, 25 obras têm sido levantadas em três províncias naquele país: Sofala, Manica e Zambezia. 
 
Falando com exclusividade ao Portal Guiame, o missionário expôs a atual situação das obras: avanços, necessidades, além da histórria do projeto "Além Fronteiras - Africa".
 
"As 25 obras que temos em 3 províncias de Sofala, Manica e Zambezia estão em comunidades carentes, pobres... para não dizer paupérrimas... algumas, nem água têm... a maioria das igrejas estão sem bancos, sem instrumentos musicais... a de Gondola-Manica ainda tem bancos de barro, mas o desafio foi lançado: estamos construindo, na cidade de Dondo a primeira igreja, com paredes, tijolos feitos pelos nativos, sem janelas - só grades - mas de telha brasilit... pois a antiga é de zinco... as demais na maioria são de lona preta e capim", contou.
 
Ainda falando sobre projetos na cidade de Dondo, o missionário revelou que tem o desejo de investir em ensino - tanto bíblico, como tecnológico.
 
"Em Dondo, queremos implantar uma Escola Biblica - pois a que temos ainda é precária - além de implantar uma escola de informatica, também", disse.
 
Histórico
Ao falar sobre o surgimento do projeto missionário em Moçambique, Paulo revelou que o chamado veio quando estava em um período de consagração, em Santa Catarina e desde então tem cumprido Suas promessas.
 
"O Projeto "Além Fronteiras - Africa" foi uma visão que Deus me deu estando por 4 meses no monte em consagração na cidade de Tubarão-SC. De lá pra cá estivemos construindo igrejas, abrindo obras nestes 19 anos...esperando a concretização da promessa. Em 2013 Deus nos abriu as portas de Moçambique, em Sofala (Dondo) através do convite do pr. Parafino, que hoje é o nosso coordenador em nível nacional do e também das 25 obras", explicou.
 
Objetivo
Esclarecendo as motivações deste projeto, o missionário destacou a necessidade de fortalecer as igrejas locais, bem como os seus respectivos líderes e a população .
 
"Nosso objeto é extender o Reino de Deus, fortalecendo as igrejas, apoiando, dando ajuda a essas obras e pastores, bem como as centenas de crianças que temos nestas regiões, na maioria, órfãs", disse.
 
Reforço
Paulo também revelou o desejo de contar com o apoio de mais missionários para esta obra.
 
"Temos o plano de trazer casais de obreiros e pastores ao Brasil e aqui e fortalecer no ensino e fortalecimento da Palavra, já que em Africa na maioria nao conhecem as escrituras... Como os nativos dominam bem o portugues e o SENA, temos já a Biblia em SENA, isso facilita aos lideres nativos o ensino da Palavra na propria lingua materna, sendo a língua Sena muito difundida nas regiões de SOFALA, MANICA E ZAMBEZIA", explicou.
 
A sede internacional da Missão localiza-se na cidade de Jaraguá do Sul (SC), cidade onde Paulo também planeja implantar uma escola missioária.
 
Ao finalizar o seu depoimento, Paulo Engel deixa um apelo, para que as pessoas contribuam com esta obra.
 
"Lembrando, ore... sentindo, semeie... deixei na África, tudo que eu tinha: ternos, sapatos, meias, camisas, dinheiro... enfim... até o meu coração...", disse.
 
Paulo e Ana Engel
 
Por João Neto - www.guiame.com.br

veja também