Predestinação e missões

Se queremos fazer a obra missionária com esperança de sucesso, devemos nos dirigir para os miseráveis da terra

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Quarta-feira, 30 Julho de 2014 as 9:26

amor ao próximo

“Ouvi, meus amados irmãos. Não escolheu Deus os que para o mundo são pobres, para serem ricos em fé e herdeiros do reino que ele prometeu aos que o amam?"

O verso cinco deveria estar presente em toda ensino sobre plantação de igreja e obra missionária. Você já o viu ser examinado alguma vez? É o maior vetor evangelístico das Escrituras. Nenhuma teologia de missões deve negligenciá-lo.

O que Tiago está simples e objetivamente declarando é que, na maioria das vezes, quem se converte é pobre. Se queremos fazer a obra missionária com esperança de sucesso, devemos nos dirigir para os miseráveis da terra. “Não escolheu Deus… os pobres?”

O que a Bíblia está dizendo é que há uma tendência de Deus honrar e coroar com sucesso atividade evangelística exercida entre os pobres. Ele opera entre esses, para cujas vidas a providência divina parece se revelar como severa, mas em cujos corações a graça salvadora atua, usando a miséria como terreno fértil, adubado pela dor, visando o florescimento da fé que, pelo amor gracioso de Deus, conduz o pobre à redenção.


- Antônio Carlos Costa

 

veja também