Presidente da IAP em viagem missionária na Índia: “Põe palavras na nossa boca, Senhor!”

Pastor relata situação vivida durante viagem missionária à Índia

fonte: gui

Atualizado: Quinta-feira, 22 Maio de 2014 as 3:44

Índia

Nosso guia é hindu
Já vem sendo evangelizado pela família enviada
Está “no meio da caminhada” rumo à salvação
Seu tio é o principal sacerdote hindu da cidade sagrada
Posição de muito poder espiritual na vida de muita gente
O homem sabe que estamos no seu território e deseja nos ver
Respondemos ao homem com uma negativa
Afinal, o sol está se pondo; e é a hora das oferendas pesadas
E mais: estamos a quase 200 km de casa,
De dia, o transito é perigoso; de noite, horroroso
Mas o sacerdote manda um recado: faz questão de nos recepcionar
Colocamo-nos nas mãos de Deus: “pode ser uma oportunidade!”
Seus discípulos nos conduzem a uma sala do seminário
O homem adentra com as roupas e pinturas sacerdotais
Estava prestando culto ao dito cujo e já voltará para concluir
Recebe-nos com fina educação e interesse
Convida-nos para conhecer o lugar, mas...
Nos leva ao lugar onde o monstro é entronizado
Cena espiritualmente apavorante, repugnante
O sacerdote deseja colocar grinaldas em nosso pescoço
- Não! Muito obrigado!
O sacerdote tenta nos conduzir para frente do trono
- Não! Daqui não nos moveremos!
O sacerdote tenta nos fazer curvar diante do trono
- Não! Nós não nos curvaremos!
Adoradores hindus constrangidos, sorrisos apagados, ânimos baixos
E nós três em pé, mirando a todos, negando suas propostas,
Com palavras e atos, e orando em silêncio pela libertação deles:
“Arranca-os, Espírito Santo, da escuridão, das garras de satanás...”
“Solta-os das prisões, dos grilões do inferno, do abismo profundo!”
O sacerdote desiste! Alívio! E nos leva de volta a sala
Queremos sair dali urgentemente
Mas Deus ainda precisa de nós por alguns minutos ali
O homem conta como começou a sua busca por Deus há 28 anos
Explica como se tornou um importante sacerdote
E nós, em silêncio (pois é proibido falar de Jesus ali):
“Põe palavras na nossa boca, Senhor!”
“Palavras que o Espírito Santo trabalhe depois, palavras que...”
E então lhe dissemos:
“O senhor disse que há 28 anos começou buscar a Deus,
E disse que iniciou a sua busca pela verdade.
Continue a buscar o verdadeiro Deus,
Não pare! Continue a buscar a verdade!
Porque todo homem que busca o Deus verdadeiro,
Um dia o encontrará!
Todo homem que busca a Verdade,
Um dia a encontrará!
Siga procurando-o! Ele virá até você!”
Seu rosto, seu olhar, seus ouvidos, concentrados em nós
Sua expressão corporal desarmada
Um sorriso sutil nos lábios
Agradece pelas palavras
E faz uma declaração animadora:
Desejaria voltar a falar com o homem enviado pela IAP
E saímos daquele lugar escuro,
Gratos por termos deixados poderosos lampejos de luz,
A luz de Jesus!


- José Lima de Farias Filho
Pastor presidente da Igreja Adventista da Promessa, em viagem missionária à Índia

veja também