“Se o mundo não acordar, futuramente igrejas do Ocidente serão atacadas”, afirma Presidente da Portas Abertas

A nova Classificação da Perseguição Religiosa em 2015 revela o aumento mais terrível da violência e da perseguição aos cristãos, de acordo com David Curry.

fonte: Guiame, com informações de WND

Atualizado: Quinta-feira, 8 Janeiro de 2015 as 8

 

A Portas Abertas, uma das principais organizações que servem a igreja cristã perseguida, lançou nesta quarta-feira (7) o relatório de Classificação da Perseguição Religiosa em 2015, mostrando o dramático quadro da igreja cristã no mundo.

"O relatório de 2015 revela o aumento mais terrível da violência e da perseguição dos cristãos na era moderna", disse o presidente da Portas Abertas nos Estados Unidos, David Curry.

Ocidente despreocupado

Curry se preocupa em ver que os líderes do mundo ocidental não compreendem o significado deste aumento dramático. "Eles não entendem que a perseguição dos cristãos é uma questão importante. Guarde minhas palavras: se o mundo não acordar para isso, a perseguição virá a sua direção."

"Nós não estamos livres de ideologias radicais no Ocidente", disse ele. "Infelizmente, eu acredito que futuramente vamos ver ataques contra igrejas no Ocidente. Hoje já vimos um na França".

Por pior que tenha sido o ataque terrorista na Revista "Charlie Hebdo" em Paris, Curry conta que ataques acontecem todos os dias contra cristãos, e o mundo não enxerga. "Só para encararmos em outra perspectiva, estamos de luto pela perda de 12 vidas na revista satírica. O Boko Haram mata 10 cristãos a cada dia. Se você mensurar isso, no ano passado, todos os dias o Boko Haram executou 10 cristãos".

Estado Islâmico na África

Nações africanas testemunharam os aumentos mais dramáticos em relação ao ano passado. Quênia subiu da posição 43º para 19º na lista. Djibuti aumentou de 46º para 24º. A Nigéria está agora entre os 10 mais violentos, e o Sudão saltou de 11º para 6º. 

Para Curry, as razões são bastante simples. "Os extremistas islâmicos que estão na África estão levando as táticas e estratégias do Estado Islâmico para lá. Eles estão vendo o sucesso da liderança extremista no Oriente Médio, e aplicando na África", disse. 

México: o novo perseguidor

A Coreia do Norte está no topo da lista há 13 anos consecutivos, e Curry afirma que este é, de longe, o pior perseguidor dos cristãos. Já no Ocidente, duas nações completam a lista. A Colômbia caiu de 25º para 35º, mas o México entrou para a lista, na posição 38º. Curry contou que os cartéis de drogas são a principal razão da violência desenfreada contra padres e pastores.

Mesmo com a perseguição, Curry disse que o ânimo dos cristãos perseguidos é inspirador. "Eu estava falando com uma viúva de hoje. Ela ficou viúva porque o Boko Haram atacou seu marido, que era um ministro leigo na igreja. Eles o esfaquearam até a morte, mas sua resposta foi tão amorosa. ‘Era só perdoar, em nome de Jesus’".

veja também