Será que eu poderia ter evitado?

Essa e algumas outras questões de quem sofreu abusos

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Quarta-feira, 27 Agosto de 2014 as 2:58

vergonha

Um dos pensamentos mais presentes em pessoas que sofreram abusos sexuais é se de alguma forma foram responsáveis pelo o que ocorreu. Quando os abusos aconteceram sistematicamente, no período da infância e adolescência, confunde-se a agressão involuntária com prática desejosa, ou seja, não se sabe mais se aquilo é de fato um abuso ou se há algum traço de desejo de ser submetido.

Creio que há forças espirituais agindo por trás de todo abuso. São essas interferências da dimensão espiritual da maldade que inclusive alteram percepções, sentidos e até desejos. Tais fenômenos têm maior poder de impregnação quando estão ligados ao prazer. A questão é que se oferece algum tipo de prazer, a psique informa que deve ser bom, de alguma forma nossos instintos determinam que tudo o que nos dá prazer é bom em si mesmo.

Crianças, adolescentes e mulheres são violentadas na maioria das vezes nos ambientes familiares ou socialmente próximos, quando já há vínculo de convivência, fraternidade ou consangüinidade. Isso torna mais difícil a elaboração psicológica de que tais atos sejam abusos e não algum tipo de consentimento.

Sabemos que uma criança violentada sexualmente não tem condições de se defender e evitar. Sabemos que mulheres estupradas não são culpadas disso de modo algum, mesmo que mentiras ridículas afirmem que sua roupa, ou sua beleza ou qualquer que seja sua expressão, tenha provocado a violência.

Mas as pessoas que sofrem tais abusos, precisam de ajuda para saber com a alma, saber emocionalmente, saber espiritualmente. Para isso é importante o acompanhamento terapêutico.

Se eu pudesse iniciar um processo de cura emocional para as pessoas que sofreram abusos, afirmo com veemência: "não, você não consentiu, você não podia ter evitado, você não gostava e não gosta, você não foi feito para a prática sexual impressa em você a partir deste abuso, você é imagem e semelhança de um Criador que o fez em amor e para o amor, para que todas as suas relações com a Criação e especialmente com seus semelhantes fossem mediadas pelo amor, você foi feito um gênero humano para compartilhar da diversidade livre e amorosa de prazer sexual com humano de outro gênero, a fim de que diferentes e livres se unam em uma só carne, espontaneamente, em amor".

Acredite nisso e seja liberto do mal que transcende a violência física ocorrida e tenta transformar todo o ser a partir do evento. Você é mais que a violência sofrida.

Minha oração é que haja cura, libertação, salvação, restauração. Por Jesus.


- Alexandre Robles

 

veja também