Sete adventistas são assassinados em ataque terrorista em Camarões

"Essa é a primeira vez que a Igreja Adventista do Sétimo Dia viu essa catástrofe provocar a perda de tal número de membros", relata o pastor local

fonte: Guiame, com informações de adventistas.org

Atualizado: Terça-feira, 22 Setembro de 2015 as 8:55

Típica vila em Camarões
Típica vila em Camarões

Na vila Aïssa Harde, em Yaoundé, Camarões, pelo menos sete cristãos adventistas morreram em ataque terrorista na noite de 17 de setembro.

O pastor Richard Hendjena, líder da Igreja Adventista do Sétimo Dia no norte de Camarões, falou sobre o ocorrido. "Homens fortemente armados invadiram a vila de Aïssa Harde, localizada a 11 quilômetros a leste de Mora, capital de Mayo Sava, na região do extremo norte de Camarões. Era por volta da 23 horas, de acordo com algumas testemunhas. Esses indivíduos não identificados invadiram várias casas e mataram nove pessoas, incluindo sete adventistas do sétimo dia. Muitos imóveis foram queimados, provocando significativas perdas materiais", explicou.

Embora não haja autoria reivindicada e confirmada, há indícios de que os ataques tenham relação com o grupo terrorista Boko Haram.

Segundo o pastor Hendjena, após os assassinatos, “muitas famílias também esvaziaram a vila, deixando uma vila desolada, definhando em pânico e psicose. Essa é a primeira vez que a Igreja Adventista do Sétimo Dia viu essa catástrofe provocar a perda de tal número de membros, desde que iniciaram os abusos no extremo norte de Camarões”.

 

 

veja também