Sudanesa condenada à morte por enforcamento pode ser libertada

Notícia foi dada por representante do Ministério de Relações Exteriores

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Segunda-feira, 2 Junho de 2014 as 10:02

MeriamA sudanesa Meriam Ibrahim, que foi condenada à morte por enforcamento por ter abandonado o islã e se convertido ao cristianismo, pode ser libertada.

Foi Abdullahi Alzareg, sub-secretário do Ministério de Relações Exteriores, quem deu a notícia. Segundo ele, o Sudão garante a liberdade religiosa e está comprometido em proteger a mulher.

Meriam tem 27 anos e estava grávida quando recebeu a sentença. A filha da sudanesa nasceu na semana passada e a sentença seria aplicada quando a criança já tivesse dois anos.


com informações da BBC

 

veja também