Sudanesa cristã deixa o Sudão, vai para a Itália e recebe bênção do Papa

Após idas e vindas na relação entre Meriam e o governo sudanês, ela foi liberada e deixou o país

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Sexta-feira, 25 Julho de 2014 as 9:46

Meriam _ Papa

Meriam Yahya Ibrahim, condenada à pena de morte no Sudão por abandonar o islã e se converter ao cristianismo, finalmente deixou o Sudão e foi para Roma, na Itália, nesta quinta-feira, 24 de julho.

Um oficial sudanês afirmou que Meriam foi liberada pelo governo. “As autoridades não a impediram de partir já que era sabido e foi aprovado com antecedência”, disse a autoridade à Reuters.

No voo, ela foi acompanhada pelo vice-ministro de Relações Exteriores da Itália, Lapo Pistelli. Os dois filhos da Meriam foram com ela para a Itália.

Ainda na quinta-feira, Meriam foi recebida pelo Papa Francisco, que a abençoou. "O papa a agradeceu por seu testemunho de fé", disse o porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi.


com informações da Reuters/G1

 

veja também