Terrorista se converte após ver a 'mão de Deus' salvar uma de suas vítimas

Al-Rashid, um ex-comandante de um grupo terrorista radical no Médio Oriente, recentemente compartilhou seu testemunho sobre como foi de líder de uma caça aos cristãos a um cristão evangelista.

fonte: Guiame, com informações do God Reports

Atualizado: Terça-feira, 19 Abril de 2016 as 10:03

Muçulmano orando de joelhos. (Imagem: Pinterest)
Muçulmano orando de joelhos. (Imagem: Pinterest)

Um radical islâmico que acabou se convertendo e se tornando evangelista disse que reconheceu Jesus Cristo como seu Salvador, depois que viu um de seus planos terroristas - matar a filha de um ministro cristão - ser frustrado. Ele viu uma mão descer do céu para dar sangue à menina.

Al-Rashid, um ex-comandante de um grupo terrorista radical no Médio Oriente, recentemente contou ao grupo cristão 'Assist News Service', sobre como foi de líder de uma caça aos cristãos a um cristão evangelista.

Com relatos de numerosas conversões de muçulmanos ao cristianismo, Rashid se enfureceu ao longo dos anos. Ele explicou que aqueles testemunhos o inspiraram para formar uma força-tarefa terrorista especial, projetada para "caçar líderes cristãos que estavam convertendo muçulmanos e os afastando do islamismo".

Rashid e sua força-tarefa, eventualmente, ouviam falar de um pastor chamado Paul, um ex-muçulmano que lidera um ministério de evangelismo, distribuindo Bíblias para os muçulmanos e também ajuda a estabelecer redes de igrejas domésticas secretas na Ásia e no Oriente Médio.

Rashid e sua equipe tinham bolado um plano para matar a família pastor Paul e, em seguida, raptá-lo para "reconvertê-lo" forçosamente ao islamismo, de modo que ele pudesse se tornar sua principal marionete de propaganda contra o cristianismo.

Mas várias tentativas da força-tarefa extremista em matar a família do pastor e raptar o líder cristão foram frustradas. Mesmo que a força-tarefa atacasse várias vezes, Rashid disse que de alguma forma o pastor Paul encontrava maneiras escapar ileso, junto com sua família.

Quando Rashid notou que Paul e sua família estavam passando necessidades, ficando sem comida, o então terrorista um outro plano para enviar uma mulher para entregar alimentos envenenados à família do pastor. No entanto, a trama foi frustrada porque a mulher designada para fazer a entrega foi mordida por um cão, ficou gravemente ferida e nunca chegou à casa do líder cristão.

Os terroristas tentaram o plano da comida envenenada uma segunda vez com outra mulher. Esse plano foi mais bem sucedido, sendo que o filhos de Paul acabaram comendo chocolates envenenados. Apesar do filho do pastor não ter ficado doente, a filha de Paul ficou acabou adoecendo e chegou a ficar inconsciente.

"Eu estava acompanhando tudo com outros dois comparsas de uma ambulância perto do hospital, para ver a morte de sua filha", lembrou Rashid. "Nosso plano era sequestrar o corpo morto junto com sua família em nossa ambulância".

Apesar do plano de Rashid, o líder do grupo jihadista ficou impressionado quando testemunhou algo que ele nunca tinha visto antes.

"Eu vi uma bola de luz descer do céu e repousar sobre o quarto onde a filha do pastor estava internada, inconsciente", explicou Rashid.

Ele também afirmou ter visto uma mão sair da luz para tocar a filha do pastor. Quando a mão tocou a menina, ela imediatamente acordou e se levantou. Rashid disse que o sangue foi escorrendo de um buraco feito no meio da grande mão.

"Eu tremia de medo", disse Rashid. "Eu fiquei tonto e caí. Meus amigos me levaram de lá assim que isso aconteceu", relatou.

Rashid disse que teve dificuldade para dormir naquela noite, depois de ver a grande mão derramando sangue no quarto da menina. Ele também disse que após conseguir pegar no sono, viu a sombra do rosto de um homem aparecer-lhe em sonho, com a mesma mão que vira no hospital. O homem perguntou a Rashid por que ele o estava "caçando".

Confuso com o que ele sonhou, Rashid pegou uma Bíblia que estava em seu quarto - a mesma que ele usara anteriormente para encontrar versos com a finalidade de criticar o cristianismo e justificar islamismo. Neste caso, houve um verso em particular, que chamou a atenção de Rashid: a passagem do evangelho segundo S. João 1:9-10.

"Ali estava a luz verdadeira, que ilumina a todo o homem que vem ao mundo. Estava no mundo, e o mundo foi feito por ele, e o mundo não o conheceu", disse Rashid, recitando o verso.

Rashid disse que ele entendeu que a luz e mão que ele tinha visto eram indícios de presença de Jesus.

"Eu entendi que aqueles eram sinais sobre Jesus", disse Rashid.

Logo depois, Rashid procurou Paul confessar o que tinha feito. Apesar de Rashid não ter certeza da reação do líder cristão, foi recebido de braços abertos pelo pastor, que o perdoou.

"Eu era uma vez um inimigo de Jesus Cristo, mas Ele me amou", disse Paul a Rashid. "Ele foi crucificado - deu a vida por mim - então Ele ressuscitou dos mortos. Por causa do Seu amor eu posso te amar, porque Cristo te ama. Eu acredito que Jesus Cristo te trouxe aqui para compartilhar esse amor e encontrar a salvação".

"Jesus é o Príncipe da Paz", continuou o pastor, recebendo Rashid. "E Ele vai lhe dar paz. Reconheça-O como seu salvador".

Rashid, de fato entregou a sua vida a Cristo e mais tarde foi batizado. Agora, ele é evangelista e integra o ministério "Bíblias para o Oriente Médio".

"Milhares de muçulmanos estão secretamente crendo em Jesus Cristo como seu Salvador. Eles não têm Bíblias e os governantes não lhes permitem obter Bíblias. A Bíblia é totalmente proibida em alguns países. Mas as pessoas eles estão tão sedento da Palavra de Deus", explicou Rashid. "Muitos de nossos membros da equipe são convertidos do islamismo para o cristianismo com os dons do Espírito Santo e têm boas experiências com evangelismo pessoal, realização de cruzadas e pastoreando igrejas domésticas".

veja também