Vítimas refugiadas do Boko Haram na Nigéria, crianças desenham o que lembram dos ataques

Unicef informa que o número de crianças deslocadas já será 800

fonte: Guiame, com informações de observador.pt / AFP

Atualizado: Quinta-feira, 16 Abril de 2015 as 11:34

Quando se fala em desenho é comum pensar logo em crianças. Desenhar é uma atividade que elas gostam e uma das primeiras que elas desenvolvem, mesmo que em forma de rabiscos.

Foi desenhando que crianças nigerianas vítimas dos ataques do Boko Haram expressaram o que viveram. Refugiadas e protegidas pela Unicef, longe da casa, elas relembraram a família, a escola, o hospital e o horror que viram. Em todos os desenhos, ou pelo menos na grande maioria, é possível ver muito sangue e armas.

Em um ano, o número de crianças que teve que abandonar sua casa duplicou. Segundo relatório da Unicef, 800 crianças serão deslocadas.

Sabe-se que os cristãos são um dos principais alvos do grupo islâmico e que muitas dessas crianças são de famílias cristãs. Ore para que elas sejam confortadas e sejam curadas do trauma violento que carregaram na memória.

 

Unicef informa que o número de crianças deslocadas já será 800

veja também